A Nostálgica Viagem Colagista de The Avalanches

Único lançamento de banda australiana até hoje é uma aula de samples e musicalidade

A Nostálgica Viagem Colagista de The Avalanches

Sabe aquele disco lançado há algum tempo que você carrega sempre com você em iPod, playlist e coração, mas ninguém mais parece falar sobre ele? A equipe Monkeybuzz coleciona álbuns assim e decidiu tirar cada um deles de seu baú pessoal e trazê-los à luz do dia. Toda semana, damos uma dica de obra que pode não ser nova, mas nunca ficará velha.

Since I Left You

É complicado considerar o que é atemporal no atual momento da humanidade - temos basicamente disponibilidade histórica e cultural infinita diante de nossos dedos, o que deixa obras e acontecimentos permanentemente em um banco de dados infinito. Paradoxalmente, a rapidez e a quantidade de dados armazenados faz com que ideias, conceitos e visões se percam e tenham uma data de validade cada vez mais próxima.

Na virada do século 21, quando a Internet já se difundira por grande parte do planeta, mas ainda não havia se tornado portátil e disponível como acontece hoje em dia, um grupo de australianos lançaria um disco, único na sua carreira até esse momento, que traria nostalgicamente paisagens coladas de locais jamais imaginados. The Avalanches, um dos primeiros mitos verdadeiros da rede mundial de computadores, se tornou grande em pouquíssimo tempo e Since I Left You ainda vive e faz sentido em seu propósito evidenciado em 2001: trazer sensações distantes de tempos e lugares provavelmente desconhecidos que trazem reconforto quando ouvidos.

Semelhante às chamadas Exposições Universais, centros de cultura e inovação que ocorrem pelo mundo dede o século 19, o grupo trouxe um caldeirão de referências globais para criar o primeiro clássico colagista musical do mundo. A técnica, bastante difundida na década passada através dos chamados “mash ups” e de artistas geniais como Girl Talk, não é mais novidade na música e sempre foi a principal forma de expressão do Hip Hop. No entanto, se já tivemos diversos exemplos relacionados a essa técnica, a classe e atemporalidade de um trabalho desses parte tanto da garimpagem de samples como da criação de narrativas imaginativas. A criatividade de The Avalanches trouxe inclusive dificuldades para se ouvir a obra - o uso extensivo de samples torna difícil a sua entrada em serviços de streaming, batalha semelhante à vivida há muito tempo pelo seminal De La Soul.

No caso dos australianos, uma extensa coleção de vinis coletada viria a ganhar muita vida em um disco que, se ouvido hoje em dia, não parece utilizar-se de técnicas antigas - sua linguagem ainda é viva e contemporânea. Ao longo dos 3500 samples usados em suas 18 músicas, pegamos um jato rumo a países como o Brasil em Etoh e a Espanha em Little Journey até chegarmos aos EUA na década de 1970 em A Different Feeling. Distante da objetividade de se chegar a tais lugares, o disco procura através de um fluxo quase infinito, flanar por diferentes lugares com a nostalgia como combustível.

Não se consegue analisar Since I Left You como uma obra composta por fragmentos que se encaixam, pois a sua estética calçada em mixtapes acaba por conectar todas as músicas e cria um sentido global indissociável. Talvez por isso que o grupo demorou tanto tempo para voltar aos estúdios para gravar e anunciar o sucessor dessa obra prima - algo que irá acontecer em 2016 com Wildflower. Apesar do otimismo e a felicidade em se saber que teremos uma nova viagem com os australianos após quinze anos, chega a ser complicado imaginar algo tão coeso quanto sua estreia, justamente pela atemporalidade atribuida ao disco. Ouvi-lo hoje, há dez anos ou daqui duas décadas ainda fará sentido. É o tipo de obra que nos faz dançar por décadas jamais vividas eternamente em um embate forte com a nostalgia.

Artista: The Avalanches

Marcadores: Fora de Época