O Revival do Post-Punk

O Revival do Post-Punk

Muito se discute onde foi o berço do Punk, se nos Estado Unidos ou na Inglaterra, e isso se perdura até hoje. Bom, o que é certo é que foi no final dos anos 70, tendo seu boom em 1977, que o Punk veio com seus três acordes e bateria simplificada em chimbal e caixa, junto de sua ideologia rebelde e anárquica, para o mundo da música. Porém, nem todos estavam em sintonia com o som que marcava a época e logo surgiram bandas que viriam a fazer um novo som, um som que viria depois: o Post (Pós)- Punk.

Como dito na coluna sobre Post-Rock, neste caso, “Post” significa em partes uma contraposição ao som feito pelo Punk. Os elementos mais crus ainda aparecem presentes nesse novo estilo, como as linhas de baixo em sua maioria bem simples. Porém, a expressividade enérgica e temas sociais perdem o foco para um clima mais reservado e de temática mais instrospectiva, e pessoal - mesmo que de senso comum, como por exemplo desilusões amorosas.

Podemos dizer que duas bandas foram responsáveis pela transição entre os dois momentos: Television e Talking Heads. A sonoridade delas oscilava mostrando bem as alterações musicais que viriam a compor o novo estilo e deixar o velho para trás. Com uma atitude punk mais branda que das bandas de raiz do estilo, Television e Talking Heads começavam a compor os traços do Post-Punk e viriam a ser tomados como referência para inúmeras bandas posteriores.

Assim com os anos 70, os 80 foram marcados fortemente pela musicalidade expressiva. Paralelamente ao Heavy Metal e ao Electropop, o Post-Punk trazia várias bandas, entre elas muitas que se tornariam comerciais e de mainstream como Echo & The Bunnymen, Joy Division, New Model Army e Depeche Mode.

Assim como todo estilo, o Post-Punk teve seu momento de baixa - o que aconteceu ao final dos anos 90. Porém, por ser um estilo de peso, influenciou bandas que viriam a surgir no início do novo milênio, criando assim o Post-Punk Revival.

Junto do movimento de revitalização do Rock que o Indie Rock e o Garage Rock resgataram, bandas como Interpol, White Lies, The Walkmen, Liars e She Wants Revenge, entre outras, beberam do som marcante e vocais sorrateiros das bandas dos anos 80, e em sua maioria sendo bem fiéis à sonoridade original.

O interessante citar do Post-Punk, e que ficou ainda mais claro e notório em seu revival, é a heterogeneidade do som entre as bandas, que mesmo mantendo uma mesma base apresentam umas um toque mais Pop e lírico - como The Smiths- , outras uma sonoridade mais crua - Television- , e até com algo mais obscuro e gótico - a exemplo de Sisters of Mercy - fazendo com que o estilo seja bastante completo e rico.

Apesar de ser um estilo de muito agrado para o público, ele nem sempre ganha espaço em festivais populares, tendo algumas exceções, como Interpol que foi uma das bandas fundamentais para a nova dissipação, por assim dizer, do estilo para a geração atual. Apresentando um som muito bem construído e mais complexo do que as canções mais fiéis ao estilo, a banda, desde o lançamento de seu primeiro disco em 2002, já caiu no gosto de uma porção de pessoas e reavivou o Post-Punk, além de assim abrir espaço para demais bandas mais recentemente, como The Horrors - banda que tocou no Cultura Inglesa Festival deste ano, que mostra que o estilo está mais do que vivo e tem público.

Discografia Básica

Echo & The Bunnymen - Ocean Rain
Joy Division - Closer
Talking Heads - Talking Heads 77
Television - Marquee Moon

Discografia Atual

Interpol - Antics
White Lies - Ritual
Liars - Sisterworld
The Walkmen - Lisbon
*The Horrors - Skying

Artistas: White Lies, The Walkmen, The Smiths, The Horrors, Television, Talking Heads, Liars, Joy Division, Interpol, Echo & The Bunnymen, Depeche Mode

Marcadores: Punk, Post-Punk, Post Punk Revival