Tantas Coisas com Momo

Músico comenta discos influentes, bons shows e seu lugar favorito

Tantas Coisas com Momo

Nós já ouvimos as músicas, agora é a hora de conhecermos um pouquinho mais sobre as pessoas por trás dos discos que tanto ouvimos. No Tantas Coisas, os artistas revelam ao Monkeybuzz detalhes de suas histórias, suas carreiras e predileções, tudo sem enrolação.

Momo

Qual disco mais te influenciou a trabalhar com música?
"É difícil falar só um, mas, quando eu comecei a tocar violão e formar as primeiras bandas, ainda moleque, eu adorava escutar Legião Urbana, via o Renato Russo cantando e queria imitar a voz dele, achava ótimo o jeito que ele cantava no palco e sua performance, aquela voz rasgada de blueseiro. Um disco que escutei muito foi o V, ouvia muito nas rádios também. Lembro muito de Vento no Litoral e Teatro dos Vampiros. Quando me imaginava no futuro, queria mais ou menos aquilo ali. Teriam outros discos, mas o V é o que me vem à cabeça"

Para você, o que faz um show ser bom?
"Acho que a plateia também tem que estar disposta a interagir. Para ele ser muito bom, é preciso ter essa interação da banda com o público. Mas é claro que alguns ensaios também. E saber escolher cada música, entender que existe uma plateia curiosa e tentar buscar essa comunicação. É isso, é trabalho"

Qual o seu lugar preferido no mundo?
"Meu lugar preferido no mundo é o lugar onde estou (risos)"

Artista: Momo

Marcadores: Tantas Coisas