Cobertura Dekmantel Showcase São Paulo

Atrações brasileiras fazem bonito no festival holandês que trouxe line up estrelado

Cobertura Dekmantel Showcase São Paulo

Quem se aventurou na maratona de 24 horas do showcase do Dekmantel, que rolou neste sábado (30/9) em São Paulo, voltou para casa cheio de histórias para contar. E com o gostinho de que a crew holandesa deve lançar boas surpresas na versão principal do evento em 2018.

Dois palcos exibiram 10 atrações em locação histórica na cidade, na Avenida Jaguaré. A noite abriu com Gop Tun DJs. E coube ao Dekmantel Soundsystem a missão de manter o público dançando até desligarem o som. Visuais impressionantes garantiram um show de luz à parte, feito pelo coletivo Sala 28.

O Monkeybuzz esteve lá para conferir as sonoridades do showcase.

No dia 14 de outubro, é a vez do Rio de Janeiro receber o showcase do Dekmantel, que está percorrendo a América do Sul embalado pelas comemorações de 10 anos da label criadora do festival. Comandam a festa em terras cariocas: Cashu, Carrot Green e Marcel Dettmann, do aclamado selo alemão Ostgut Ton e residente do Panorama Bar no clube alemão Berghain.

ATRAÇÕES NACIONAIS

A edição brasileira do Dekmantel trouxe nomes de peso da cena eletrônica local. O nascer do Sol ganhou o título de hora certa para encontrar os amigos fritando na caixa de som. Foi quando Cashu encerrou a pista 1 com público pedindo mais, executando um set cheio de boas garimpagens de techno marcadas por mais grooves do que o habitual. Envolvido em diversos projetos musicais, como Sphynx, TETO PRETO e My Girlfriend is Programming my Roland TR-909, Make a House Beat, Zopelar hipnotizou a pista com seu live primoroso. Queridinho do circuito clubber, Paulo Tessuto garantiu a fama de set preferido da noite. Na missão de abrir os trabalhos ravers, Gop Tun DJs deu início ao festival em melhor clima de good vibes. Aliás, já está marcado para 28/10 o aniversário de cinco anos da Gop Tun, no qual foi confirmado Antal, o chefão do selo Rush Hour.

ATRAÇÕES INTERNACIONAIS

Palmbomen II e Legowelt fizeram lives memoráveis, como os fãs previram. O verdadeiro espírito do Techno underground regeu a pista de DJ Bone, que deu uma aula de discotecagem. O rolê ficou pequeno quando Shanti Celeste comandou o som, num set que passeou pela história da House, entre outros achados musicais.

Ponto alto: B2B entre Interstellar Funk e Dekmantel Soundsystem. Pode ter certeza que foi daqueles sets de emoldurar e guardar com carinho na memória.

LOCAÇÃO HISTÓRICA

As janelas dos galpões, onde estavam os palcos, foram tomadas por uma paleta de cores linda durante a luz do amanhecer. Parte do espaço que sediou o Dekmantel fazia parte do complexo da antiga Cooperativa Agrícola de Cotia, construído em 1927 após agricultores japoneses se organizarem coletivamente para vender e estocar batatas no local. A cooperativa se tornou uma dos maiores do país, numa iniciativa de comércio inovadora para a época. Recentemente, os prédios abrigaram as redações das revistas da Editora Globo.