Martin Garrix: Jovem Mestre da EDM

Aos 20 anos, "melhor DJ do mundo" encerra a segunda noite de festival

Por Roger Valença, 09/03/2017, às 18:26

Onde você estava, está, ou imagina que estará aos dezessete anos de idade? Pois saiba que o DJ holandês Martin Garrix, no ápice de sua adolescência, atingia o topo das paradas de sucesso da Música Eletrônica (e a casa dos bilhares em visualizações digitais) com o lançamento de sua faixa (até hoje a mais importante de sua carreira) Animals. Nascido em 1996, Garrix, a atração eletrônica que fecha o segundo dia de Festival Lollapalooza deste ano, é um mestre do EDM, e promete mostrar ao público brasileiro o que significa ostentar o título “melhor DJ do mundo”.

Agora, imagine ser um artista famoso dentro de um estilo no qual a “fama” é justamente um dos critérios que validam o que você faz. Não por acaso, é em Justin Bieber (três anos mais velho que Garrix) que o artista vê uma amizade possível: engatou sua carreira muito cedo, dentro de um cenário competitivo, e movimenta uma horda de fãs através daquilo que faz.

A música de Garrix é, como se pode esperar do EDM, incisiva, marcante e feita para dançar. Diversão e entretenimento são palavras de ordem, e o envolvimento do maior número possível de pessoas através de faixas agitadas e marcadas de refrões inesquecíveis parecem ser a missão de vida do rapaz. Suas faixas lançadas ao longo dos últimos anos, seja Animals, In The Name of Love e Scared to Be Lonely, apostam numa fórmula que se mostra praticamente infalível, misturando melodias grudentas, baixos envolventes e letras sempre cantadas de forma impecável.

Contraponto da banda The Strokes, que se apresenta em outro palco no mesmo horário e que ocupa o lugar de um dos medalhões do Indie Rock, Martin Garrix vem como expoente da juventude e da música eletrônica dançante entre os principais nomes do festival.

MARCADORES: Lollapalooza Brasil 2017
ARTISTAS: Martin Garrix

mais sobre