Backup: Mahmundi

Marcela Vale chega ao festival como uma novidade já bem conhecida

Por André Felipe de Medeiros, 19/02/2018, às 18:09

Daqui várias décadas, quando o pessoal que trabalha no Monkeybuzz pensar nestes primeiros anos do site, o nome Mahmundi é certamente um que será mencionado, já que o projeto da carioca Marcela Vale figura entre as nossas páginas desde o primeiro ano como uma referência do que a música brasileira possui de melhor hoje em dia.

Foi lá atrás em 2012, quando nem sabíamos que ela se tornaria uma artista assinada pela Universal Music e de malas prontas para seu primeiro Lollapalooza Brasil (onde ela se apresenta no domingo, 25 de março), que Marcela compartilhou pela primeira vez seus pensamentos com o site: "Eu quero fazer com que minha música voe o melhor que puder, não quero me prender. Quero experimentar sim coisas novas, mas sem perder a ternura da coisa" (entrevista, setembro de 2012).

Menos de um ano depois, Mahmundi já era vista aos nossos olhos como um ícone do que estava acontecendo no Rio - e no Brasil -, a consolidação de uma pequenina revolução cultural amparada nas possibilidades da música Eletrônica: "A trinca comandada por Marcela Vale, acompanhada de Lucas de Paiva e Felipe Vellozo, traz timbres eletrônicos tratados com cuidado e atenção, que se desenrolam por uma sonoridade agradável, tranquila e que aparenta ter sido moldada com a maior naturalidade e ginga possível" (artigo, abril de 2013).

Foi naquele mesmo ano que ela nos deu o clipe de Calor do Amor, recebidor do selo Ouça aqui no site, seguido do EP Setembro: "Se na estreia ela esbanjava a molecagem típica dos nativos do Rio de Janeiro e o molejo de hits a serem ouvidos a beira mar, Marcela agora muda de estação, veste seu moletom e apresenta o som que ressoa em seu inconsciente em um trabalho mais sério, sisudo e pé no chão" (resenha, outubro de 2013).

Essa tal maturidade seguiu plena nos próximos anos, rumo ao seu primeiro álbum, também chamado Mahmundi. Sobre o disco, ele "preenche a lacuna de 'primeiro álbum' com louvores, ainda que carregue em si uma identidade transitória entre duas fases - uma sendo a de artista iniciante do cenário independente e a outra como alguém que já deu o grande passo de suprir a expectativa de lançar um LP" (resenha, maio de 2016).

Na ocasião desse lançamento, Marcela contou ao site: "Eu estou feliz pelo caminho que eu fiz, desde produzir o disco em casa, desde construir as minhas coisas, desde ter marca de equipamento patrocinando. Eu acho que estou feliz porque a música não se desvencilhou de mim" (entrevista, maio de 2016).

Quase dois anos depois, com mais um single no repertório (Imagem), Mahmundi faz sua estreia no Lollapalooza Brasil como uma "novidade" já muito bem conhecida por boa parte do público. E o show tem tudo para ser ótimo, já que, em suas palavras, uma boa apresentação acontece quando temos "boas companhias. Um bom drink e bons amigos. E, obviamente, estar em um lugar que a energia está propensa para fazer aquilo ser lindo" (Tantas Coisas, maio de 2016). E a equipe Monkeybuzz estará lá em peso para somar ao time das boas companhias e da tal energia (e das bebidas também, por que não?), com aquele orgulho de vermos no palco imenso alguém que, ao nosso ver, merece destaques ainda maiores.

MARCADORES: Lollapalooza Brasil 2018
ARTISTAS: Mahmundi

mais sobre