Lolla 2018 por Plutão Já Foi Planeta

Banda escolheu e falou sobre atrações que mais quer ver no festival

Por André Felipe de Medeiros, 21/02/2018, às 18:16

Fotos: Diego Marcel

De Natal para o palco do Lollapalooza Brasil 2018, a banda Plutão Já Foi Planeta chega na promessa de agradar em cheio ao público que vai ao festival para apreciar um som contemporâneo, animado e bastante Pop, do tipo que convida uma multidão a cantar junto.

Enquanto seu show não chega - ele será na sexta, 23 de março, um dia depois de abrir para Imagine Dragons no Rio -, os integrantes da banda contaram ao Monkeybuzz quais as atrações que não quer perder ao longo dos três dias de festival.

Liniker & Os Caramelows

"Estou ansioso para o show, conheço desde que as primeiras músicas e vídeos foram lançadas na Internet. Acompanhei o início dessa trajetória bastante intrigado pela originalidade que vi e ouvi nas composições e interpretações de Liniker. Uma novidade absoluta no cenário musical que me chamou a atenção! O projeto viralizou de tal forma que rapidamente essa artista única, virou referência nacional da nova geração e é ovacionada pelos palcos em que tem passado. Não será a primeira vez que nos encontraremos em um festival, mas tenho certeza que no Lollapalooza será mais que especial! Quando tocar Zero , sei que será um dos momentos mais emocionantes do show. Liniker é dona de um talento que não se mede, espero boas surpresas para esse dia!" (Renato Lellis, bateria)

Red Hot Chili Peppers

"Desde muito novo eu curto eles, John Frusciante é meu ídolo máximo, ele foi a inspiração principal pra eu me tornar guitarrista. Já assisti a um show deles em 2011, foi bem massa, uma pena o John ter saído dois anos antes. O Josh, já conheço de outros projetos, principalmente com o John, e eles tem estilos bem diferentes de tocar guitarra, e é bem perceptível a mudança das guitarras em I’m With You e agora no novo lançamento deles, The Getaway. To muito ansioso pelo show, ainda mais por saber que estarei tocando no mesmo festival que eles!" (Gustavo Arruda, guitarra, voz e baixo)

David Byrne

"Foi uma das primeiras bandas de rock que ouvi e amei foi Talking Heads e ele foi fundador dela. A minha primeira inspiração no baixo era a baixista dessa banda, Tina Weymouth. Eu escuto as músicas de Byrne desde sempre e sempre sonhei em assistir ao vivo. Vai ser muito surreal poder ver o show desse artista tão criativo, incrível e que possui um currículo tão invejável!" (Vitória di Santi, baixo e synth)

Liam Gallagher

"Como bom adolescente da geração MTV, era um grande fã de Oasis e sempre acompanhei os irmãos Gallagher. Com todas as brigas e separações dos dois, o interesse de seguir a carreira de ambos continuou. Vai ser a realização de um sonho ver essa mistura do passado e presente de perto! É a história no palco! Acredito que aquela essência do Britpop 90/início de 2000 se mantém junto com a criatividade do Liam, e isso na realidade musical de hoje tem um resultado muito interessante no debute solo dele. Ansioso pra ver isso tudo traduzido no palco!" (Sapulha Campos, voz e guitarra)

Anderson .Paak

"Tenho ouvido muito esse cara, o último disco dele tá em loop há meses no meu Spotify. Fiquei muito feliz quando soube que ia tocar no Lolla! Gosto muito de como ele consegue envolver o Rap em melodias tão belas e misturar estilos de uma forma surpreendente. A banda é incrível, todos tocam bem, mas o Anderson se apresentando se destaca... é impressionante como consegue uma interpretação vocal impecável e tocar bateria tão bem ao mesmo tempo. Tô doida pra ver o show e quem sabe tirar uma foto (risos)" (Nathália Noronha, voz, violão, synth e baixo)

mais sobre