Ouça: Amandinho

Quarteto é dono de um potente Indie Rock noventista com sotaque nordestino

Ouça: Amandinho

“Nosso lance é gravar tudo o mais rápido possível (...) Gravação lenta perde muita coisa. Gosto muito de disco gravado em duas semanas, no máximo, se deixar o tempo passar as coisas vão ficando difíceis e as pessoas vão colocando problemas e o cabelo cresce” disse o vocalista e guitarrista Felipe Soares em uma recente entrevista. Isso é bastante emblemático e define com categoria o que é o som da banda nordestina Amandinho (formada por dois maceioenses e dois recifenses).

Dono de um Rock áspero e cheio de ruído, o grupo não aposta na alta fidelidade de sua música, mas na espontaneidade de letras e arranjos que parecem beber do Indie Rock (ou College Rock) dos anos 90, de bandas como Pavement, Dinosaur Jr. e Guided By Voices. Acresça a isso ecos mais novos dessa sonoridade, de bandas como Cloud Nothing e Japandroids e, pronto, chegamos um pouco mais próximo de entender o som do grupo.

A história do grupo começou lá em 2014 e está diretamente atrelada à do Transtorninho Records, selo independente criado pelos músicos da banda. Todo material lançado pelo quarteto está sob a tutela da empresa, que cresceu desde então em artistas e em representatividade, impulsionando e abrindo espaço para diversos músicos vindos do Nordeste.

“A Transtorninho começou logo depois da Amandinho. Estávamos empolgados em fazer várias coisas, eu principalmente (...) Basicamente a Transtorninho é a Amandinho. Mesmos integrantes, mesmo envolvimento. É bem feliz na verdade, temos muita sorte de termos uns aos outros”, disse Felipe nesta mesma entrevista.

Até então, o grupo tem apenas um disco lançado. Uma obra, porém, que faz certo barulho no ano passado: Rugby Japonês é um registro rápido e bastante potente, que usa das guitarras gringas para narrar histórias tipicamente brasileiras - e o melhor, com um ótimo sotaque nordestino.

A boa notícia é que nesse ritmo acelerado de produção, já tem mais um vindo por aí. Ainda que não tenha previsão concreta para seu lançamento, o primeiro single da obra já está disponível. Storm, faixa gravada em só take durante a produção de Rugby Japônes, até mesmo ganhou um clipe, que mostra o quarteto durante ensaios e shows.

Artista: Amandinho

Marcadores: Ouça