Ouça: Ray BLK

Indicada como grande aposta de 2017, jovem britânica merece estar entre seus favoritos

Ouça: Ray BLK

Diga aí: O que Michael Kiwanuka, Adele, Years & Years, Haim e Ellie Goulding tem em comum?

Todos eles, assim como Ray BLK, receberam o selo anual Sound of, promovido pela respeitada rede britânica BBC para a nova música. O "som de 2017", segundo a crítica que seleciona e aponta os talentos para o mundo ficar de olho, é a cantora e rapper de Londres.

E não precisa nem ir muito atrás do trabalho da artista para já entender que, realmente, ela merece toda nossa atenção. Lá pela metade de Baby Girlz, a faixa que abre seu mini-álbum Durt, a sensação já é a de que estamos ouvindo alguém de talento e que sabe comunicar sua mensagem em um som bastante contemporâneo.

Unindo o espírito melódico do R&B com a criatividade do Hip Hop de hoje em dia, Ray cita Lauryn HIll até Ashlee Simpson (quem?) em suas letras e referências menos nostálgicas do que fontes de uma época quando a artista de 22 anos ainda não era nascida, como é tão comum.

Isso confere um senso de autenticidade maior ao seu trabalho, sempre tão cheio de personalidade. Chill Out, sua música mais famosa, tem servido como um excelente cartão de visitas de sua estética - principalmente por mostrar tão bem sua bela voz.

Ray BLK tem tudo para ser um grande nome da música ao longo de 2017 e além. Mais do que isso, é mais uma artista negra e mulher que mostra com seu talento que merece estar entre seus novos favoritos.

Fique aí com o mini-álbum Durt, uma obra que desperta instantaneamente a vontade de um registro de longa duração da moça.

Artista: Ray BLK

Marcadores: Ouça