Ouça: Moses Sumney

Músico nascido na Califórnia anunciou seu primeiro álbum, "Aromanticism"

Ouça: Moses Sumney

Volumosa, orgânica, quase espectral: Doomed é o tipo de faixa que sabe colocar o vocal em primeiro plano em uma construção rítmica e melódica que coloca o norte-americano Moses Sumney ao lado de outros grandes vocalistas cujas interpretações seguem as mesmas características - como James Blake, Benjamin Clementine, Sampha, James Vincent McMorrow e até mesmo Bon Iver.

Ao lado de seu videoclipe, o single oferece uma introdução bastante sentimental e impressionante de uma estética marcada pelos falsetes que entoam um côro existencialista e pela ambientação mais Eletrônica que fica tão bem com o tema.

Conhecê-lo através dessa faixa e partir para uma audição empolgada revela uma discografia (ainda) breve, mas bastante rica no quesito qualidade, tanto em uma atmosfera mais Lo-fi no EP Mid-City Island (2014) ou nas variações mais Eletrônicas de Lamentations (2016). O que é constante é o alto carisma com que ele imprime seu vocal em produções de grande liberdade criativa.

E sua obra ganha novos contornos quando você fica sabendo de duas informações a seu respeito. Primeiro de tudo, é que ele afirma em entrevistas ser uma pessoa bastante tímida - e a introspecção em algumas de suas faixas ganha mesmo contornos de timidez em diversos momentos. E o outro fato é que ele nasceu na Califórnia, mas viveu dos 10 aos 16 anos em Gana, onde seus pais nasceram.

Não é difícil abrir os ouvidos para uma questão rítmica e harmônica que muito provavelmente foi desenvolvida após a absorção da cultura ganesa, há um quê referencialmente africano em músicas como Everlasting Sigh e Worth It em meio à ambientação do Indie Eletrônico.

Com seu primeiro álbum (Aromanticism) marcado para sair em 22 de setembro, é bastante provável que os próximos dois meses venham acompanhados de uma verdadeira consolidação de Moses Sumney sob os radares de quem acompanha com paixão a música contemporânea, com altas chances dele se tornar um novo preferido de público e crítica.

Artista: Moses Sumney

Marcadores: Ouça