Aphex Twin - Cheetah EP

Aphex Twin - Cheetah EP
  • Ano: 2016
  • Selo: Warp Records
  • Produção: Aphex Twin
  • # Faixas: 7
  • Estilos: Techno, Acid House
  • Duração: 33:00
BBBba

Aphex Twin é uma entidade viva dentro da música Eletrônica. Seus trabalhos sob a alcunha de diversos pseudônimos o fizeram se tornar uma das figuras mais complexas dentro de um gênero que o mesmo ajudou a difundir e explorar. Seu primeiro disco em treze anos, Syro, o fez voltar a ativa em grande estilo com direito a um inimaginável Grammy de melhor de disco de Dance/Eletrônica - impensável, dado seu histórico quase marginal e excluído de convenções jornalísiticas normais, mas justo pelo conjunto da obra.

Prolixo como sempre fora, Aphex não demorou muito para lançar um EP experimental Computer Controlled Acoustic Instruments pt2 - trabalho orgânico que procurava, como seu nome diz, transformar instrumentos acústicos em música programável. Cheetah EP pode ser considerado uma de suas obras mais diretas ao ponto em muito tempo com mistura simples de Techno e Acid House. Bateria marcada por bumbos concentrados em CHEETAH2 [ld spectrum] mostra que a atual cena do Techno, bastante difundida inclusive no Brasil através de festas gratuitas, podem ter de volta um de seus mestres mais promissores. A simplicidade da faixa choca e, ao mesmo tempo, nos mostra que a fluidez de suas músicas sempre será sua característica principal: conciliar arranjos bonitos com um peso instrumental chocante.

Alguns trechos mostram que Cheetah é também um dos momentos mais dançantes do músico. O direcionamento é mostrado em faixas como o Techno grave de CHEETAH7b, a ótima 2X202-ST5 e mais propriamente no grande single do trabalho: CIRKLON 3 [Kolkhoznaya mix]. A música tem um clipe produzido por uma criança irlandesa de doze anos de idade e é a síntese do que sempre nos agradou no seu trabalho: mistura de sons robotizados com baterias inusitadas e o gosto por belíssimas melodias que fogem de loops normais da pistas de dança e linhas de baixo vindas do Acid House.

Sem causar estranhamento, nos vemos dançando com CIRKLON 1, uma faixa que revisa a obra de Aphex Twin e mostra-se curiosamente nostálgica - nos leva ao final dos anos 1980 como se fosse baseada em outro artista, sendo na verdade, uma volta ao básico de Richard D. James. Enquanto Cheetah funciona muito melhor que seu último EP, nos mostra também que o músico britânico está caminhando às pistas de dança sem tanta experimentação. Assim como Syro, é mais acessível, mas tem uma característica que a outra obra não consegue passar em sua integridade: Cheetah é orgânico e facilmente imaginável como um live set cheio de máquinas trabalhando a favor do músico. É quase uma jam, ao mesmo tempo que é uma lição de música para novos produtores por ai e mostra que a entidade continua muito viva.

(Cheetah EP em uma faixa: CIRKLON 3 [Kolkhoznaya mix])

Bom para quem ouve: Nuven , Floating Points , Four Tet

Artista: Aphex Twin

Marcadores: Acid House, Techno