Sinkane - Life & Livin' It

Sinkane - Life & Livin' It
  • Ano: 2017
  • Selo: City Slang
  • Produção: Ahmed Gallab
  • # Faixas: 9
  • Estilos: Afropop, Funk, Pop
  • Duração: 38
BBBBb

O álbum Mean Love, de 2014, chegou para atestar a credibilidade de Sinkane como um intérprete do Pop. Cheio de versatilidade e dotado de uma visão democrática da música, o artista londrino Ahmed Gallab conseguiu atingir uma sonoridade universal, que adapta (e se adapta a) diversos estilos sonoros em uma musicalidade inclusiva. Tal álbum rendeu ao artista uma turnê de 166 shows, atravessando vinte países. Neste meio tempo, Gallab também fez parte do projeto The Atomic Bomb Band, responsável por resgatar a obra do artista nigeriano William Onyeabor.

É sob tal égide que chega até nós Life & Livin' It, uma homenagem otimista de Sinkane à vida - postura que já viu tempos melhores na música, mas parece, ao poucos, reerguer-se como um antídoto à realidade sócio-política que se desenrola na contemporaneidade. Marcado pelo Pop e esquivando-se de obviedades, o álbum é uma mistura de uma herança cultural heterogênea com uma atitude performativa esperta. Em primeiro lugar, temos aqui um resgate das raízes africanas do músico. Harmonias e instrumentos vindos da música sudanesa, de onde o músico descende, misturam-se à forte influência de William Onyeabor, fazendo uso de sintetizadores malucos e letras ingênuas que resultam em um Afrobeat funkeado de primeira qualidade. De outro lado, temos o apreço ao mainstream, seja na veia Pop de Pharrel, seja na pegada cool vinda de Blood Orange.

O otimismo que floresce perante as dificuldades da vida faz parte do DNA da música negra e parece ser esse o ponto de vista escolhido por Sinkane neste trabalho. Seja no hino pacifista e esperançoso vindo de Bob Marley, na celebração da positividade vinda de Funkadelic ou mesmo na crítica social atenta vinda de Kendrick Lamar, o mote que percorre Life & Livin’ It é o de que “tempos melhores virão”. Ouça Deadweight, Telephone ou Passenger para entender, na prática, a carga espiritual que transcende a musicalidade do trabalho. Por outro lado - talvez a única ressalva a ser feita a respeito de Life… -, fica evidente o zelo obsessivo que tomou conta da produção do trabalho, fazendo Sinkane insistir em uma pegada Pop chicletenta que torna a fruição deste trabalho um pouco enjoativa (os refrões repetitivos em Favorite Song, Won’t Follow e The Way são exemplos disso).

No mais, Life & Livin’ It, já nos primeiros momentos do ano, é um grande trabalho Pop, provável candidato a concorrer entre os melhores álbuns de 2017.

(Life & Livin’ It em uma música: Deadweight)

Bom para quem ouve: William Onyeabor , Pharrell Williams , Sampha

Artista: Sinkane

Marcadores: Afropop, Funk, Pop