A$AP Mob - Cozy Tapes Vol.2: Too Cozy

A$AP Mob - Cozy Tapes Vol.2: Too Cozy
  • Ano: 2017
  • Selo: ASAP Worldwide, Polo Grounds, RCA
  • Produção: 5 Star Rico, Djo Watt, Dun Deal, Franchise, Frank Dukes, Hector Delgado, Hit-Boy, Medi BPM, Michael Uzowuru, P on the Boards, Pi'erre Bourne, Pyroman, SdotFire, Slade Da Monsta, Sly C, Southside, Vegyn, Zoneout Worldwide
  • # Faixas: 17
  • Estilos: Hip Hop, Trap
  • Duração: 51:38
BBBaa

A ideia de um coletivo de Rap, dizia Gabriel Rolim em sua resenha a respeito de Cozy Tapes Vol.1: Friends, traz consigo um certo fetichismo. Ao mesmo tempo em que evoca a era de ouro do Hip Hop, um passado no qual grupos como Wu-Tang Clan e A Tribe Called Quest fizeram seus nomes, funciona na contemporaneidade como um laboratório, nutrindo segurança aos integrantes ao mesmo tempo em que os obriga a darem o melhor de si.

A$AP Mob, coletivo do Harlem, talvez seja uma das expressões mais proeminentes do formato, e funciona como uma espécie de antagonista de OddFuture. Se este último se firmou na experimentação de um universo sombrio, o primeiro incorpora a popularidade do Trap na música que faz. Há muito em comum entre os dois: uma postura agressiva, um humor escrachado e um senso fashion pronunciado.

Cozy Tapes Vol.2: Too Cozy é o segundo álbum completo do grupo, que se reuniu após o falecimento de seu fundador A$AP Yams em 2015. A linha de pensamento é a mesma de seu predecessor, e funciona como uma celebração auto-afirmativa do grupo. “Celebração” é claro, é uma palavra que precisa ser visto com um sentido próprio por aqui: a festa que A$AP Mob organiza é agressiva e carregada de demonstrações de poder, na qual os integrantes parecem trocam farpas e querem sempre ocupar os holofotes. A vocabulário que dispara nomes de grifes, estilistas e afins, é extenso e é de causar tontura a um ouvinte mais despreparado.

A$AP Rocky é o integrante que mais se destaca por aqui, sendo Trap Rap que domina tão bem a marca registrada do coletivo. Feels So Good talvez seja a faixa que mais chama a atenção, parecendo ser uma evolução mais malemolente de Yamborghini High. Outros destaques são Black Card, que conta com os versos espertos de Smooky MarGielaa, um rapper de apenas 14 anos, e RAF com a participação de Frank Ocean. Como de praxe, há ainda muita fumaça, batidas chapadas e vozes cansadas por aqui, e pouco foge ao que já havíamos ouvido do grupo. Afinal, em suas Cozy Tapes, A$AP Mob, mesmo que focando um mesmo tema, consegue dar voz a todos os seus integrantes e convidados.

(Cozy Tapes Vol.2: Too Cozy em uma música: Feels So Good)

Bom para quem ouve: Aminé , Tyler, The Creator , A$AP Rocky

Artista: A$AP Mob

Marcadores: Trap, Hip Hop