MF DOOM & CZARFACE - Czarface Meets Metal Face

MF DOOM & CZARFACE - Czarface Meets Metal Face
  • Ano: 2018
  • Selo: Get On Down
  • Produção: The Czar-Keys
  • # Faixas: 16
  • Estilos: Hip Hop, Boom-Bap, Rap
  • Duração: 43'
BBBba

A dupla de Boston 7L e Esoteric se juntou ao veterano Inspectah Deck, do grupo Wu-Tang Clan, para criar CZARFACE. Quem ainda não conhece, o primeiro disco do trio foi lançado em 2013, recebeu boas críticas e contou com as colaborações de grande peso do Hip-Hop como Action Bronson, Ghostface Killah, Roc Marciano e outros. Agora, os rappers estão prestigiando a união com o mascarado MF DOOM em Czarface Meets Metal Face. Em dezesseis inéditas, é interessante observar que todos os artistas participam de todas faixas, do início ao fim, e esta também não foi a primeira vez que eles se juntaram. Em 2015, DOOM teve presença confirmada na faixa Ka-Bang!, do segundo e aclamado disco do grupo, Every Hero Needs a Villain.

Um sentimento pós-apocalíptico é explorado em quase todas as canções, cujos personagens navegam e nos fazem sentir como se estivessemos em um desenho animado dos anos 90 — tudo isso de uma forma cômica e natural. O foco se desenvolve dentro deste universo fictício — inclusive, DOOM e CZARFACE em Close Talker brincam brilhantemente com essa narrativa: “I’m Czarface! I know a guy who can change your life… Me!… What do you say we do a little team-up?” Os super-heróis tomaram conta de boa parte do álbum, como já ressaltado, porém, na faixa Forever People, há uma menção direta ao vice-presidente de Donald Trump: “My mind’s bright / Yours is dense / Like’s Mike Pence’s”. A política dos Estados Unidos tem sido tema de vários discos lançados atualmente, e é curioso como eles abordaram essa pauta de uma forma completamente sucinta.

Graves em loop, Jazz e uma produção Boom-Bap. Tudo junto causa uma primeira impressão "agressiva", mas não fica distante do que DOOM e CZARFACE estão acostumados a fazer. A inspiração e voz do mascarado casa naturalmente com as dos três rappers, no entanto, em algumas faixas ele fica um pouco escondido e mesclado demais. Talvez, o que mais nos envolve aqui são os instrumentais. Badness of Madness mostra uma linha bem dramática de piano, enquanto Stun Gun tem uma pegada Funk minimalista construída por teclados e hi-hats. Como o contraste de sonoridade é construído é lindo. Captain Crunch se aventura com uma bateria "suja" em loop acompanhada por uma voz apocalíptica. Já Bomb Thrown nos envolve com backing vocals incríveis e essenciais, que dão um respiro no meio do disco. Por fim, Phantoms, que conta com a participação de Open Mike Eagle e Kendra Morris, leva o posto dos maiores destaques do álbum. O verso de Eagle fala sobre BitCoin, convidado sobrenatural e ainda brinca com o significado da palavra phantom.

No fim das contas, MF DOOM é garantia de boas canções, ainda mais pra quem gosta de viajar no universo old-school do Hip-Hop. Ele está envolvido em vários projetos com diferentes artistas e acertou mais uma vez ao se juntar com o trio Czarface. Se você está procurando um álbum de Hip-Hop lançado em 2018 que te teletransporta para 15 anos atrás, Czarface Meets Metal Face é uma boa escolha.

(Czarface Meets Metal Face em uma faixa: Bomb Thrown)

Bom para quem ouve: Open Mike Eagle , Shabazz Palaces , Run the Jewels

Artistas: Czarface, MF Doom

Marcadores: Boom-Bap, Hip-Hop, Rap