Marrakesh - Cold as Kitchen Floor

Marrakesh - Cold as Kitchen Floor
  • Ano: 2018
  • Selo: Balaclava Records
  • # Faixas: 12
  • Estilos: Indie, Psicodelia
  • Duração: 39'
BBBBa

Pode vir com a expectativa que você tiver: Cold as Kitchen Floor vai te surpreender. Se você acompanha Marrakesh desde os tempos de Vassiliki, encontrará uma nova banda; Se veio atrás de uma Psicodelia mais tradicional - mais, digamos, linear -, será brindado com uma absorção muito mais contemporânea do estilo; E, se começou a ouvir o disco e acha que já sacou sua direção, perceberá pequenos novos rumos que aparecerem em meio à sua jornada.

O maior mérito do grupo curitibano nas doze faixas que compõem o trabalho é fazer com que seu lado mais experimental venha travestido do espírito Indie, com sua liberdade criativa. O resultado é uma vibe muito mais "sensível" do que "racional", ou seja, uma cara mais inspirada e gostosa de ouvir do que uma postura de admiração mais distante do ouvinte. Não mesmo, é um disco para se escutar em primeira pessoa, chamando as faixas de "minhas".

A tal Psicodelia tem muito a ver com isso, com uma sonoridade acolhedora em sua expansividade - e não é arriscado palpitar que o passado da banda com os dois pés no estilo serviu como uma grande escola para aprender como aproveitar essas características ao máximo. No álbum, essa bagagem estética é combinada com um lado mais Pop do Indie (em faixas como Moonhealing) ou com raízes no Rock Alternativo (Try Out), sempre com grande sucesso.

O que fica na memória da audição de Cold as Kitchen Floor é a personalidade forte de músicas como Carry You, All You Need e Nextory. São todas envolventes em suas camadas sonoras, carismáticas em suas inventividades e, ainda assim, de alguma forma, leves de se ouvir. Seu maior problema só é encontrado quando, nas últimas três faixas, o disco se torna mais longo do que poderia ser. Não que elas sejam ruins, apenas não fazem jus à força criativa das anteriores, o que confere um fim "arrastado" à obra.

De qualquer forma, fica claro como Marrakesh conseguiu sintetizar diversos pontos estéticos da música denominada Indie deste meio para fim de década, de forma com que qualquer ouvinte assíduo do gênero encontre uma agradável familiaridade com seu som. Faça o teste e comprove.

Bom para quem ouve: Local Natives , Tame Impala , Dirty Projectors

Artista: Marrakesh

Marcadores: Psicodelia, Indie