Bishop Nehru - Elevators: Act I & II

Bishop Nehru - Elevators: Act I & II
  • Ano: 2018
  • Selo: Nehruvia LLC
  • Produção: Kaytranada e MF Doom
  • # Faixas: 12
  • Estilos: Hip Hop, Sample Based, R&B
  • Duração: 32:06
BBBba

O jovem rapper Markel Scott, conhecido pelo nome artístico de Bishop Nehru, é um indivíduo à mercê da cultura do Hip Hop. Começando cedo a produzir mixtapes tímidas e as lançando em veículos como lookbook.nu, SoundCloud e o fórum de discussão do coletivo Odd Future, ele faz questão de não esconder a influência de grandes nomes na construção de suas batidas constantes, porém riquíssimas em referências.

Entre essas está o enigmático MF Doom, cuja devoção lhe rendeu uma parceria com seu ídolo lançado em 2014 sob o nome de NehruvianDOOM. E agora, após colecionar lições e conselhos, Bishop Nehru lança seu primeiro disco completo, uma espécie de concretização de suas referências, mas também um passo além disso.

Elevators: Act I & II é um trabalho dividido em duas partes das quais a produção é assumida por dois nomes que procuram extrair de Bishop Nehru o melhor de suas possibilidades. O produtor KAYTRANADA assume o comando do primeiro ato, intitulado Ascension e, como é de se esperar, é envolto em uma área mais suave e misturada com elementos do R&B. Há batidas menos rígidas (Driftin') e samples que vão desde o Ambient etéreo (Up, up & Away) ao samba malemolente (The Game Of Life), procurando sempre colocar alguma coisa inusitada para manter o ouvinte desperto.

Já o segundo ato, intitulado Free Fall segue sob o comando de seu agora parceiro de produção MF Doom. É certamente algo diferente do que ouvimos NehruvianDOOM, no sentido de abrir o leque de referências e nos conduzir por ambientes mais criativos e vívidos. Ainda há aquele ar misterioso, quase noir, característico de MF Doom (Again & Again), mas os esforços em buscar temperos da música Dub (Potassium), City Pop (Rollercoasting) e Jazz (Rooftops) só comprovam que esta é uma parceria digna de ainda render muitos frutos.

Este é um registro que revela potencialidade interessantes para o talento de Bishop Nehru. Seu flow cabe bem aos dois propósitos, o que faz conectar estas as duas partes do disco como se uma fosse a progressão natural da outra. Ainda que estejamos diante de dois produtores icônicos do Hip Hop, vale a pena escutar o trabalho para conhecer mas do prodígio novaiorquino. Um disco suave e rico.

(Elevators: Act I & II em uma faixa: Driftin')

Bom para quem ouve: Matt Martians , Karriem Riggins , Jay-Z

Artista: Bishop Nehru

Marcadores: Sample Based, Hip Hop, R&B