DRINKS - Hippo Lite

DRINKS - Hippo Lite
  • Ano: 2018
  • Selo: Drag City
  • # Faixas: 12
  • Estilos: Indie Rock, Art Rock
  • Duração: 34'
BBBba

Imagine duas pessoas que sabem produzir sons peculiares e “esquisitos”, num sentido que foge das mesmices sonoras. Esse é DRINKS, projeto que une Cate Le Bon e Tim Presley. Em 2015, com o álbum de estreia, Hermits on Holiday, eles conseguiram encontrar um bom equilíbrio cenário experimental, e criaram além disso um disco instigante para os ouvidos contemporâneos. Agora em 2018 com Hippo Lite, percebemos que a dupla continua explorando essas fronteiras, só que de um jeito mais intimista e isolado. Digo nesse sentido reservado porque eles realmente saíram de férias, se hospedaram durante um mês em Saint Hippolyte Du Fort, cidadezinha no sul da França, para criar esse registro com muita cautela e sem ansiedade com o tempo.

Blue From The Dark é a responsável por abrir o álbum de uma forma melódica , passando diretamente a sensação do que eles viveram na pequena cidade — canção mais acústica do registro em que eles jogaram o barulho de uma máquina de escrever sob o violão. É interessante notar a forma em que eles brincam com esses sons que são típicos de cidade pequena. Em In The Night Kitchen, Le Bon e Presley usaram o ruído de sapo no início da canção que logo são substituídos por um baixo suave que dá uma continuidade rítmica. De certa forma, algumas faixas dão um sentimento de repetição — Real Outside e Corner Shops são um bom exemplo. Já Ducks e Leave The Lights Out te levam a experiência máxima de “peculiaridade”, onde eles parecem estar tranquilos em um quarto só produzindo um bom som, sem a pretensão nenhuma de ser algo sério demais.

Tudo soa repetitivo, simples e livre. Em alguns momentos, Le Bon e Presley se perdem em sua própria bolha — nem sempre "se perder na própria bolha" é negativo, Hippo Lite confirma isso.

(Hippo Lite em uma música: Corner Shops)

Artista: DRINKS

Marcadores: Art Rock, Indie Rock