Wado - Precariado

Wado - Precariado
  • Ano: 2018
  • Selo: Independente
  • Produção: Wado
  • # Faixas: 11
  • Estilos: Samba, MPB
  • Duração: 28:00
BBBba

"A minha meta de vida é encolher", disse Wado em entrevista ao Monkeybuzz há pouco mais de um ano. Em Precariado, seu décimo disco, produzido pelo próprio artista, a impressão é de que esta jornada começou. O disco parece trazer um compositor menos ambicioso, mais contemplativo, mas que talvez por isso traga aqui as melhores observações pontuais e particulares sobre o Brasil e sobre o mundo de toda sua discografia.

As duas maiores etiquetas coladas ao disco inicialmente, a de refletir sobre questões políticas e sociais - como reforça o título inspirado na obra do filósofo Noam Chomsky - e a de trazer o Samba novamente como norte para as composições, não são tão evidentes na superfície. O ritmo está na raiz das composições, mas envolto por um filtro contemporâneo, Pop e característico de Wado, enquanto as questões existenciais e sociais vem a partir de olhares e metáforas individuais, sem o intuito de resumir grandes conflitos, apenas buscando somar ao todo seu olhar pontual como artista marginal.

Apesar das fortes e intrínsecas intenções políticas, é nos versos românticos que se evidencia mais a sensibilidade do músico. O disco é uma coleção de pérolas como "Tenho o seu nome entre os dentes" (Bailar dos Barcos), "O amor é outra coisa" (Roupa) e "Tendo que te amar com força" (Força), possíveis nomes de discos e de faixas dentro de suas próprias canções. Frases de uma beleza simples, que em outros tempos seriam repetidas por gerações.

Canções estas que, como Wado diz apreciar, são compostas e estruturadas como pede a tradição da música popular. Inspiradas por Dorival Caymmi, Novos Baianos, mas também por TV On The Radio e Radiohead, Wado consegue misturar as evidentes referências com a roupagem de artistas brasileiros contemporâneos como Baleia, Tuyo, Peartree e Teago Oliveira, entre outros, que parecem ter encontrado o catarinense criado no Alagoas mais flexível, utilizando ao máximo os talentos de hoje e em alguns momentos se colocando até em segundo plano.

A forte Correntes Comprimidas, composta como homenagem ao ator Domingos Montagner, morto tragicamente em um acidente no Rio São Francisco, é a mistura do Samba de hoje com as texturas que tornaram seu som inconfundível. É uma canção que mescla de maneira inesperada momentos da melancolia característica do Samba com momentos mais otimistas, uma das mais belas faixas do ano.

Precariado pode não conter a força revigorante de Ivete ou a ambição melancólica de Samba 808, mas é um dos discos mais completos de Wado. Sua poesia ao mesmo tempo romântica e engajada, presta homenagem aos cada vez mais raros mestres da canção brasileira, enquanto abre espaço para nomes que de forma muito categórica, o músico parece enxergar como o futuro da música do país.

(Precariado em uma música: Correntes Comprimidas)

Bom para quem ouve: Rubel , Criolo , Cícero

Artista: Wado

Marcadores: Samba, MPB