Valuá - Reflexo

Valuá - Reflexo
  • Ano: 2018
  • Selo: Paravox
  • # Faixas: 4
  • Estilos: Rock Psicodélico, Rock Alternativo, Indie Rock
BBaaa

"Reflexo foi gravado no intervalo entre 2017 e 2018. Aqui a banda Valuá encontra seu som, moldando texturas e arranjos desenvolvidos ao longo dos 6 anos de banda" - dá para perceber que estamos diante do primeiro trabalho do grupo mesmo sem ler a descrição do EP no Bandcamp, inserida aqui no control C/control V. Lançado como uma espécie de cartão de visitas, um resumo da identidade do quarteto carioca, o disco revela sua inexperiência em cada uma de suas quatro faixas.

Nele, o ato de "encontrar seu som" parece ser dar conta de reunir "aquele clima Pop Rock funkeado que oito em cada dez bandas brasileiras fazem na tentativa de alcançar espaço no mainstream" com as referências da Psicodelia que o meio alternativo trabalhou à exaustão ao longa da década. O que Valuá tem a seu favor, e isso é uma qualidade incomum, é uma aparente sinceridade com que trabalha sua sonoridade. Fica a impressão de que essa junção de inspirações foi trabalhada organicamente através do gosto dos músicos a partir do que ouvem e do que observam na produção contemporânea.

Isso gera canções simpáticas, como a faixa-título, e Entardecer, a melhor das quatro. Ainda assim, essa agradabilidade vem acompanhada de um misto de "já vi isso muitas vezes antes" com "isso não está tão legal" que paira por todo Reflexo, principalmente nas outras duas músicas (Incerteza e Sutilmente), arrastadas e longas, que nos relembram de que arranjos bem feitos (ou "desenvolvidos ao longo de seis anos") não implicam em faixas gostosas de ouvir.

É bom que Valuá tenha colocado o EP no mundo - até porque foi muito tempo de banda sem esse exercício de produção e lançamento - para ter um contato mais intenso com suas características, com seus lados bons e seus lados ruins, e se desenvolver melhor. A hora que o grupo descobrir como usar seu vocal de uma maneira mais eficiente em sua dinâmica e elevar a qualidade dos outros timbres à altura do baixo (que rouba a cena em todas as faixas), seus voos poderão ser bastante altos. Mas, ao que parece, ainda estamos muito distantes disso. Veremos os próximos seis anos.

(Reflexo em uma faixa: Entardecer)

Bom para quem ouve: Baltazar , Dônica

Artista: Valuá

Marcadores: Rock Psicodélico, Rock Alternativo, Indie Rock