Let's Eat Grandma - I'm All Ears

Let's Eat Grandma - I'm All Ears
  • Ano: 2018
  • Selo: Transgressive Records/PIAS
  • Produção: David Wrench, SOPHIE, Faris Badwan, Darren Webb, Max Heyes
  • # Faixas: 11
  • Estilos: Synthpop, Pop Eletrônico, Art Pop
  • Duração: 51'
BBBBa

Você começa a ouvir I'm All Ears e logo reconhece o território onde está pisando: Aquela atmosfera carregada nos synths, com timbres sombrios que remetem a uma cultura Pop alimentada por Stranger Things, tudo para acompanhar a cara meticulosamente desencanada que a dupla britânica Let's Eat Grandma trabalha. É uma aparente liberdade criativa acomedida que aparece pelos singles Hot Pink e It's not Just Me. Eles iniciam a obra logo após a introdução instrumental Whitewater e trazem, respectivamente, versos curtos de quem não quer explicar muita coisa e uma poesia construída por cenas muito específicas para trazer aos dias de hoje um romantismo que nunca morre. Parece que já dá para entender direitinho o que o duo quer realizar com o álbum. Parece.

A começar por Falling Into Me, o registro começa a mostrar suas verdadeiras qualidades, principalmente as de pegar aquilo que gente como Grimes construiu tão bem ao longo dos últimos anos e adicionar camadas emocionais que se traduzem no som como um todo. Explicando melhor, Let's Eat Grandma pega aquela ambientação com ares de ficção-científica como cenário para as histórias sentimentais e confissões poéticas que suas músicas trazem. Para isso, os vários timbres são ora acumulados, ora isolados em faixas normalmente compridas, dando conta de levar nossos ouvidos por uma introspecção que nasce em meio a tanto volume sonoro. E vale dizer, é tudo sempre Pop também no sentido "divertido" do termo.

De volta a Falling Into Me, impressiona como a faixa estabelece uma crescente dançante e emocional ao mesmo tempo, apresentando variações por seus quase seis minutos de duração e sendo nova e "a mesma faixa" ao mesmo tempo a cada momento. O mesmo vale para a seguinte, a balada de alma Pop Rock Snakes & Ladders, que poderia virar uma bobagem se caída nas mãos erradas, mas chega cheia de emoção e personalidade na voz do duo. Entre vinhetas simpáticas e uma faixa com base na combinação voz e piano (Ava), fica da audição a lembrança de músicas quase epopeicas dentro de seus referenciais Eletrônicos e aspectos pessoais camuflados de ficção.

Cheio de surpresas e, principalmente, de alta qualidade, I'm All Ears faz valer cada elogio dado a Let's Eat Grandma nos últimos anos. Da mesma forma, o lançamento impulsiona a produção dentro desse Synthpop emotivo em sua mensagem e inquieto na criatividade, sendo muito provavelmente uma nova referência para quem se aventura por esse universo.

(I'm All Ears em uma música: Falling Into Me)

Bom para quem ouve: DOLPHINKIDS , Allie X , Grimes

Artista: Let's Eat Grandma

Marcadores: Art Pop, Pop Eletrônico, Synthpop