Buddy - Harlan & Alondra

Buddy - Harlan & Alondra
  • Ano: 2018
  • Selo: Cool Lil Company, LLC/RCA Records
  • Produção: Brody Brown, Jahaan Sweet, Mike & Keys, Roofeeo, Scoop DeVille e outros
  • # Faixas: 12
  • Estilos: Hip Hop, R&B, Trap
  • Duração: 39:37
BBBBa

É engraçado como, quando dizemos que determinado registro é um disco de estreia, parece que este é um ponto zero na obra de um artista, quando ele é na verdade um ponto no meio de uma longa linha de formação artística que começa quando ele nasceu. Para o rapper Buddy, isso confirma de fato ao prestarmos atenção em sua carreira que, embora tenha dado espaço ao disco de estreia agora, ela já começou há quase dez anos entre parcerias com Pharrell, KAYTRANADA e Robin Thicke. Seus registros se revezam entre EPs e mixtapes que, apesar de uma visibilidade não tão grande, mostravam uma qualidade promissora em trazer uma versatilidade bem construída, principalmente em Magnolia, lançado no ano passado.

Dessa forma, Harlan & Alondra pode ser o primeiro disco de estúdio na trajetória de Buddy, mas certamente carrega um peso e histórico de aprendizado. A pluralidade de artistas com quem o rapper trabalhou parecem ter ampliado seus horizontes ainda mais, principalmente quando observamos a quantidade de gêneros dentro dos quais podemos colocar o álbum. Buddy não tem a pretensão de lançar músicas pela burocracia de ter que ter um disco completo ou mixtapes de 50 faixas. Muit pelo contrário, ele procura entender a necessidade de cada faixa garimpando samples e timbres precisos e chamando rappers para contribuir com sua visão, como A$AP Ferg, Ty Dolla $ign, Snoop Dogg e Khalid.

Mesmo o Trap que se encontra saturado em cenários norte-americanos ganha contornos mais criativos, sendo usado mais como um brilho do que o ingrediente primordial. Dessa forma, podemos perceber que Harlan & Alondra revela mais do que um rapper promissor, mas um produtor hábil e cuidadoso com sua obra, produzindo faixas que são tanto hits Pop quanto b-sides instigantes.

Real Life S--t chuta a porta ao dar início ao disco, em uma suave batida R&B que não economiza nos timbres potentes de baixo. Black sugere que lá vem mais um Trap padrão, mas surpreende com uma batida mais seca e uma rima ácida sobre a realidade negra na América. O combo Legend e Trouble On Central traz em peso a influência R&B com a ternura cativante das linhas de sintetizador e as envolventes batidas. Entre o Jazz e Hip Hop, Young apresenta um contraste entre o instrumental tranquilo e versos agressivos, tudo feito de forma em que estes itens tão antagônicos se misturem tão harmonicamente. Por fim, Shine encerra o registro com o aspecto dançante presente em todo disco, nos lembrando que embora tenhamos chegado ao fim, não é motivo para desanimar.

Harlan & Alondra não é desses discos de estreia em que percebemos que ainda falta certa maturidade. É um produto final e de alta qualidade em um mar de versatilidade que pode atrair entusiastas de diferentes áreas do Hip Hop. Buddy é certamente um nome para ficar com o olho colado, prestando atenção a cada faixa lançada. Um álbum completo.

(Harlan & Alondra em uma faixa: Trouble On Central)

Bom para quem ouve: J. Cole , Chance the Rapper , Kendrick Lamar

Artista: Buddy

Marcadores: Trap, Hip Hop, R&B