Tim Hecker - Konoyo

Tim Hecker - Konoyo
  • Ano: 2018
  • Selo: sunblind
  • Produção: Tim Hecker
  • # Faixas: 7
  • Estilos: Eletrônico Experimental
  • Duração: 59
BBBBa

O produtor canadense Tim Hecker é uma figura solitária, mas, diferentemente de muitos de seus pares na música Eletrônica, não costuma trabalhar olhando para dentro si mesmo. Ao contrário, parece difícil resgatar um trabalho seu que parta de um ponto isolado, já que a grande maioria deles parece propor diálogos estéticos como princípio fundamental.

Com o passar dos anos, a abordagem do artista vai saindo do mundo ideias, daquele campo meramente conceitual, e vai ganhando formas cada vez mais concretas. Ravedeath, 1972 propunha uma intersecção experimental entre o piano clássico e a estrutura fragmentada do Glitch; Virgins fazia colidir de frente as extremidades de violência e espiritualidade da fé humana através de uma Música Ambiente fragmentada; Love Streams usava a manipulação eletrônica de coros de vozes para testar os limites do orgânico e do eletrônico; já em Konoyo, finalmente, o artista trabalha ao lado de uma banda marcial japonesa para compor suas paisagens contemplativas.

E chamo atenção para o fato de que o músico, ao invés de simplesmente interferir em músicas que já existiam, compôs assessorado por músicos japoneses, improvisando acerca dos temas tradicionais do Gagaku, uma marcha imperial do país. O resultado se afasta um pouco da tensão apocalíptica tão conhecida do artista e atinge dimensões mais meditativas, digitalizando instrumentos como o shō, o hichiriki e o ryuteki.

Se as coisas tem uma dimensão espiritual por aqui, no entanto, fica difícil descrever Konoyo como um álbum sereno. Camadas sonoras soam instigantes, interdimensionais, abrindo um túnel de luz e aludindo a forças que transcendem a compreensão humana. Este parece ser, ao lado de Ravedeath, 1972 e Virgins, um dos grandes trabalhos do compositor. Pode incluir na lista.

(Konoyo em uma música: This Life)

Bom para quem ouve: Ben Frost , Oneohtrix Point Never , M83

Artista: Tim Hecker

Marcadores: Drone, Eletrônico Experimental