Tagua Tagua - Pedaço Vivo

Tagua Tagua - Pedaço Vivo
  • Ano: 2018
  • Produção: Felipe Puperi
  • # Faixas: 3
  • Estilos: Indie, Indie Pop, Indie Rock
  • Duração: 11'
BBBba

Felipe Puperi entrega seu segundo EP sob o nome Tagua Tagua em menos de um ano. Pedaço Vivo, assim como o anterior (Tombamento Inevitável, 2017), traz três faixas que expandem o referencial Indie que ele trabalhava na banda Wannabe Jalva na direção de sons brasileiros e ainda mais contemporâneos.

Com letras em português, o cantor, compositor e produtor canta versos melancólicos, às vezes até existenciais, em uma vibe festiva, como se as músicas buscassem em si mesmas um encorajamento para responder as próprias questões que trazem. Por exemplo Dádiva, carro-chefe do lançamento, começa como algo que BaianaSystem lançaria antes do verso "Tua dor é uma dádiva", que ruma a uma argumentação fatídica sobre a finitude da vida. Com direito a um refrão droppado, a faixa sabe empolgar sem desrespeitar seu conteúdo.

As outras duas, Na Banguela e Desatravessa, continuam esse clima ao exercitar aquilo que aprendemos com grandes nomes do Indie de hoje, como Toro y Moi e Unknown Mortal Orchestra, com uma aura volumosa que flerta com a Psicodelia sem precisar fincar raízes nesse território. Ao lado dos singles que saíram entre os dois EPs (faixas suficientes para montar um álbum completo), descobrimos melhor a identidade que Tagua Tagua apresenta.

São canções de cunho Pop em sua estrutura produzidas através de experimentações, com grandes ênfases nos refrões climáticos e referências afinadas com aquilo que mais ouvimos ultimamente. Puperi não parece querer reinventar a roda, mas aproveitar o que há de melhor nesse cenário para fazer sua mensagem girar - e faz isso muito bem.

(Pedaço Vivo em uma música: Dádiva)

Bom para quem ouve: Glue Trip , Mombojó , Maglore

Artista: Tagua Tagua

Marcadores: Indie Rock, Indie, Indie Pop