A tarde de sexta-feira ficou mais intensa com o Crystal Castles

Não parecendo se importar com problemas no som, Alice Glass e Ethan Kath cumpriram seu papel no palco alternativo do Lollapalooza Brasil

 2,108 total views

Fotos: Fernando Galassi / Monkeybuzz

Estava curioso sobre como seria a recepção do Crystal Castles pelo público do Lollapalooza Brasil e me surpreendi positivamente. Boa parte dos presentes conhecia o duo, inclusive o álbum mais recente III, a ponto de saber diferenciar cada faixa, tarefa difícil até para quem tem mais familiaridade com o Dark Eletro que os caracterizou.

Não é surpresa nenhuma que Alice Glass é a tradução em pessoa dao caos sonoro das três obras que compõem a discografia da dupla e, no Lollapalooza, ela manteve a fama subindo em qualquer coisa que via pela frente e pulando no meio so público, muitas vezes com o cigarro, garrafa de uísque e, às vezes, até um microfone na mão.

Apesar da curta apresentação, os cerca de 45 minutos foram suficientes para satisfazerem os fãs que os aguardavam ansiosamente uma vinda deles ao Brasil. Também serviu para apresentar a pegada mais sombria a quem estava acostumado com outro tipo de música eletrônica e pareceu se divertir muito, dançando e pulando sem parar na tarde de sexta-feira com as batidas do concentrado Ethan Kath.

Isso porque a voz de Alice estava inaudível (não que no disco ela seja muito nítida), devido a ajustes muito mal feitos no som do grupo. Era possível vê-la gritando e se contorcendo no microfone em algumas faixas, mas quase nada se ouvia. Mesmo assim, a festa continuou e o clima foi de felicidade e curtição geral por parte do público que talvez tenha se interessado mais por procurar os discos depois.

As onze faixas do setlist variaram quase que igualmente entre os três discos, reforçando ainda mais a consistência da obra da dupla. Destaques para Alice Practice, Crimewave e Sad Eyes que incendiaram os presentes, mesmo no auge da lama que acompanharia o festival durante seus três dias.

 2,109 total views

Autor:

Nerd de música e fundador do Monkeybuzz.