Backup: Banda do Mar

Resenhas, entrevistas e vídeos imperdíveis para quem quer chegar afiado ao festival

1,313 total views, no views today

28 de março | 13h45 – 14h45 | Palco Skol

A luso-brasileira Banda do Mar foi criada em 2014 por Mallu Magalhães (voz e violão), Fred Ferreira (bateria) e Marcelo Camelo (voz e guitarra). Em sua discografia está o disco Banda do Mar (2014).

O grupo pode ser recente, mas os integrantes já estão na estrada há um bom tempo:

Sem suas experiências em ‘Pitanga’, é possível afirmar que músicas como ‘Me Sinto Ótima’, que ela gravou com sua Banda do Mar, poderiam não existir. Foi ali que Mallu nos mostrou não só que cresceu, mas pôde relembrar todos nós que faz bem amadurecer firme em sua identidade – afinal, nada melhor do que poder viver e apresentar uma versão aprimorada de si mesmo. – André Felipe de Medeiros (Artigo, fev/2015)

O cenário costumeiro se torna mais caseiro com a distribuição de samambaias pelos quatro cantos do palco e, ao se posicionar em frente ao microfone, o público vai ao delírio, se esquecendo rapidamente que os espaços vazios que ainda estavam por ali foram preenchidos por sorrisos alegres e gritos de felicidade ao se deparar com o cantor que foi grande influência ao rock brasileiro no final dos anos 90, trazendo traços da MPB às levadas sentimentais das guitarras do Los Hermanos. – Fernando Galassi (Resenha, dez/2012)

Visto que ele atende também como apenas Fred, descobrir mais a seu respeito e compilar seu trabalho foi um desafio que durou dias para ser completado, porém disso vieram algumas surpresas agradáveis demais. Embora ele, fã de Red Hot Chili Peppers e Prince, já tenha gravado com os mais diversos nomes (algo que todo músico de respeito tem em comum), são quatro os grupos que contam com ele como membro oficial – e é sobre eles que vamos falar. – André Felipe de Medeiros (Artigo, mai/2014)

O disco homônimo veio recentemente, em 2014:

É um álbum Pop muito gostoso de se ouvir, com um pezinho na Surf Music e um ou outro momento bem alinhado aos novos ares da música brasileira, sem medo de se arriscar a ficar pesadinho em alguns trechos (e quem conhece o trabalho de Fred não vai se surpreender com isso). Às vezes dançante e sempre divertido, dá pra sacar que é um trabalho feito pra te fazer sorrir. – André Felipe de Medeiros (Resenha, ago/2014)

O valor da banda foi comprovado em um show que vimos no mesmo ano:

Desde a primeira notícia sobre sua existência, ficou a sensação que Banda do Mar, mais do que qualquer outro grupo novo, precisava provar o valor que tem. Uma coisa, afinal, é um desconhecido começar um projeto e ganhar nossa simpatia e aprovação com o tempo e muito trabalho, outra é uma reunião de gente de grande reconhecimento que vira notícia desde o primeiro segundo. E se a aprovação já tinha vindo com seu álbum, fica agora nossa verdadeira admiração pelo trio após show feito em São Paulo no último 31 de outubro. (Resenha, out/2014)

Para entender o porque de tantos sorrisos e elogios quando se fala sobre Banda do Mar, a oportunidade está cada vez mais perto:

O desaguar da Banda é fruto de um intenso trabalho que durou quase um ano. Mallu e Marcelo rumaram para as terras lusitanas em busca de nova moradia e lá encontraram mais que isso, acharam um parceiro, um porto seguro para ter e trabalhar em novas ideias. Por mais de doze meses, o trio moldou antigas e novas canções sob a proposta tão única desse encontro de artistas já consagrados. Grande parte das possíveis traduções de um nome tão amplo quanto “Banda do Mar” foi oferecida a esse trabalho igualmente amplo e que fornece ao ouvinte a chance de mergulhar e explorar a fundo essa imensidão musical. – Nik Silva (Especial, mar/2015)

Lolla

1,314 total views, 1 views today

Autor:

Videomaker, ator e Jedi