Garbage, finalmente em terras tupiniquins

Shirley Manson e sua trupe, após quase vinte anos de carreira, vem ao Brasil pela primeira vez para show no Planeta Terra Festival

 1,801 total views

Chega de esperar: Garbage desembarca no Brasil, após dezoito anos de carreira, para seu primeiro show no país, justamente no Planeta Terra Festival – sorte dos fãs de Shirley Manson e sua trupe e dos frequentadores do evento que ainda não conhecem a banda e poderão ter a honra de um primeiro contato justamente ao vivo.

O grupo surgiu já fazendo barulho, afinal era a banda que tinha na bateria Butch Vig, o produtor que deu ao mundo obras de Nirvana (Nevermind), The Smashing Pumpkins (Gish) e Sonic Youth (Dirty), só para citar alguns. Como se não bastasse a atenção que o nome de Vig já traria naturalmente ao projeto, ter ao microfone uma ruiva dessas com cara de perturbada (um look bem típico da metade daquela década) certamente ajudou a ter capa em capas de revistas ao redor do globo.

Only Happy When it Rains

Shirley logo virou ícone dessa juventude apelidada na época aqui no país como “enxaqueca” (o que hoje seria talvez entendido como uma versão mal humorada dos “chateados”). Desde o início, a banda sempre teve uma boa expressividade no Brasil, com uma presença legal na MTV e veículos impressos sobre música.

Tudo isso ficou ainda maior em 1998 com o lançamento de Version 2.0, o sucessor do disco homônimo de estreia do conjunto, lançado em 95. Além da mão de Vig e da presença da ruiva, alguns hits do álbum figuraram em trilhas de filmes, o que sempre expande a popularidade de um artista, mas ainda não foi dessa vez que a banda incluiu nossa pátria em sua agenda.

Special

Eram outros tempos, outra economia e até mesmo a cultura de shows no país não era exatamente igual com a que temos hoje. Daí, por maior que a banda fosse, nunca conseguiu ser grande o suficiente para ser convidada para apresentações por aqui, ou simplesmente nunca teve a oportunidade de ser escolhida pelos produtores de eventos brasileiros para dar o ar de sua graça em nossa terra.

E esses são alguns dos fatores que fazem a vida do Garbage ao Planeta Terra acontecer justamente na hora mais certa. A outra e principal questão é o lançamento de Not Your Kind of People, o primeiro trabalho do grupo em onze anos, sucessor de Beautiful Garbage (2001), que deixa o novo show da banda ainda mais especial.

Why Do You Love Me

É que se a banda viesse em 2001, por exemplo, provavelmente concentraria seu repertório nas canções do disco recém-lançado, dando menos espaço aos hits que os brasileiros nunca viram. Ou então, teria vindo, por exemplo, na terceira edição do Rock in Rio para um show mais basicão com a uma horinha que o festival disponibilizaria para o grupo em um dos seus palcos.

No Planeta Terra, o cenário é outro: Garbage um tempinho considerável para não apenas mostrar os novos sucessos, mas para relembrar a carreira com as músicas nunca antes apresentadas ao vivo em território nacional – isso sem contar a energia que uma turnê de “retorno” tem por si só, o que só vai deixar o momento ainda mais épico.

Battle in Me

Demorou para vermos Garbage ao vivo no Brasil? Sim, e eu sou um dos que gostaria de ter visto a banda por aqui já há muito tempo. Entretanto, não consigo negar que essa espera, somada ao timing da volta do grupo, será o ingrediente mais que especial para uma apresentação inesquecível.

 1,802 total views

ARTISTA: Garbage
MARCADORES: Planeta Terra 2012

Autor:

Comunicador, arteiro, crítico e cafeínado.