Julian Casablancas: Hora do “Stroke” Brilhar Sozinho no Brasil

Depois de algumas passagens pelo país acompanhado de sua banda, músico vem trazer suas aventuras solo

1,955 total views, no views today

Creio que a esta altura o nome de Julian Casablancas não seja mais desconhecido para ninguém que acompanhou minimamente o mundo musical durante a última década. Ao lado de The Strokes, o vocalista tornou-se um ícone para uma geração e um dos porta-estandartes do Indie Rock feito durante os anos 2000, estilo que foi abraçado pelo mainstream e se tornou um fenômeno de massa.

Só esses motivos já seriam o suficiente para assistir o show de Julian, no dia 5 de abril às 16:10, não? Se sua resposta foi “não”, então lhe darei mais quatro bons motivos pelo qual você deveria ver a apresentação solo do “Stroke”.

Carreira Solo

O músico tem até agora somente um disco feito à parte de The Strokes, Phrazes For The Young, lançado em 2009, e, por mais que tenha dividido a opinião dos fãs da banda, o lançamento trouxe uma série de novidades e o começo de uma nova trilha a ser seguida pelo músico depois disso – tem até quem diga que Angles (2011) é uma espécie de continuação desta obra de Casablancas.

Como os últimos shows do músico mostraram, boa parte deste disco será apresentada ao vivo, então prepare-se para cantar hits como 11th Dimension, Out of the Blue, Left & Right in the Dark, River of Brakelights e 4 Chords of the Apocalypse.

Novo disco

Ainda há uma grande névoa pairando sob este novo trabalho de Casablancas ao lado de The Voidz. Nada de oficial saiu até agora e os teasers não correspondem tanto com o que a banda apresentou no SXSW deste ano. Ao vivo, e é o que deveremos ver por aqui, a banda soa quase como The Strokes foi em seus primeiros anos de carreira.

Ainda não há nenhuma data confirmada para o lançamento deste novo disco de Julian, mas há grande possibilidade que algo dessa obra seja tocada por aqui.

Colaboração com Daft Punk

Nos shows feitos no SXSW deste ano, os primeiros desta nova banda, a faixa Instant Crush sempre esteve presente. Então, se você gostou de Random Access Memories e quer ter um pouco da experiência de ver o duo francês ao vivo, poderá pelo ou menos ouvir Julian cantando a tal música.

The Strokes

Bom, não é difícil imaginar que Julian deve tocar coisa ou outra de sua banda por aqui, não é? Mesmo que não esteja acompanhado do restante do quinteto, suas músicas não devem perder a magia ao vivo. Dá pra matar, pelo menos um pouco, das saudades de ver The Strokes ao vivo até a próxima passagem do grupo pelo país.

1,956 total views, 1 views today

Autor:

Apaixonado por música e entusiasta no mundo dos podcasts