Local Natives encerrou bem a primeira noite do festival

Banda começou morna, mas conseguiu surpreender a cada música até o final da apresentação, terminando com um clímax de arrepiar

 1,502 total views

Foi com status de grande banda da noite que Local Natives subiu ao palco na festa do Pitchfork na primeira noite de apresentações musicais no festival SXSW. Após alguns bons minutos ajustando detalhadamente os instrumentos ao som de gritos para começarem logo, a banda abriu com You & I, primeira faixa de Hummingbird.

Ficou bonita, mas a banda pareceu ter sentido o fato de que não se passa o som antes dos shows no festival de Austin, então boa parte da música foi para acertar o volume de cada instrumento e conseguir encaixar todo mundo dentro do minúsculo palco. Quase tudo foi resolvido logo em seguida com Breakers, primeiro single do segundo álbum, bastante cantado, mas ainda sem encantar muito os presentes.

Acho que o grande problema da banda ao vivo foi não ter conseguido manter o clima que bandas que os influenciaram, como Grizzly Bear consegue levar muito bem aos palcos. Alguns defeitos técnicos acabaram escapando ao vivo e para o estilo de música que tocam, é como conhecer o cara dentro da fantasia do Mickey em um parque da Disney, a magia se perde um pouco.

Felizmente, as faixas da banda são incrivelmente boas para serem tocadas em frente a plateias, com muita percussão e momentos para cantarmos junto, portanto não há como perder tanto o rumo. A cada música, eles iam se encontrando mais, ficando nitidamente mais felizes com o momento e com a reação do público que ia deixando suas bebidas de lado e prestando mais atenção nos rapazes.

A próxima faixa foi Wide Eyes, muito comemorada já nas primeiras notas, seguida por Heavy Feet do novo disco e World News do álbum de estreia, Gorilla Manor. O melhor felizmente ainda estava por vir.

Sun Hands foi sem dúvida, uma das faixas mais incríveis que já vi ao vivo. O vocal de Taylor Rice nos trechos “I’ll endure the night/For the promise of light” acompanhado pelas harmonias vocais do restante da banda iam empolgando a cada segundo, até o clímax final. O último trecho “And when I can feel with my sun hands/I promise not to lose her again” foi de arrepiar, com todos da banda colocando o coração para fora, gritando como se não tivessem mais vários shows now próximos dias e batendo os pés com toda a força. Realmente o show já valeria a pena por esses cinco minutos de música.

Essa foi a faixa bem escolhida para encerrar a curta apresentação da banda, como costumam ser por aqui. Para alguns, Local Natives ainda não se justifica como grupo, já que carrega influências muito claras de outras bandas que os antecederam, sem acrescentar nada. Porém, o espírito jovem que vem sendo mantido pelos garotos ainda é muito claro ao vivo, nos estimula a nos empolgarmos junto com eles e é sem dúvida uma das principais características que estão levando a banda a entrar em nível de igualdade com seus ídolos do estilo.

 1,503 total views

ARTISTA: Local Natives
MARCADORES: SXSW 2013

Autor:

Nerd de música e fundador do Monkeybuzz.