Major Lazer em Cinco Parcerias

Banda fecha o Palco Perry no primeiro dia de festival

1,227 total views, no views today

28 de março | 21:30 – 22:45 | Palco Perry

O ano era 2013, local, Lollapalooza. O festival ainda acontecia no Jockey e a organização era bem diferente da que tivemos no ano passado e que teremos nessa edição. Me lembro que os palcos eram mais próximos uns dos outros, tanto que consegui ver parte do show de Planet Hemp e, dando alguns poucos passos, já estava dentro da tenda onde aconteceria um dos espetáculos mais incríveis de todas as edições brasileiras do evento: o show de Major Lazer. Se você estava lá, sabe do que eu estou dizendo.

Certamente, teremos que fazer uma escolha difícil, ao perder a apresentação de Jack White, mas posso te dizer que, se você quer terminar a primeira noite se divertindo e dançando muito, essa pode ser a escolha certa pra você também.

Uma das grandes características do grupo é não só absorver a música das periferias ao redor do mundo, mas também fazer ótimas parcerias com artistas de destaque das mais variadas cenas. Vamos conhecer um pouco mais da banda em cinco parcerias:

Vybz Kartel

A parceria com o cantor jamaicano rendeu um dos maiores hits do grupo e uma ótima carta de apresentação para quem quer entender do que se trata essa união de sons vindos das periferias que o grupo se propõe a fazer. Em Pon De Floor, há pouco do Dancehall jamaicano e também do nosso Funk Carioca.

Entre o EDM e Dancehall, Lean On, faixa com a participação da cantora dinamarquesa , é um dos mais novos singles do trio e fará parte de seu próximo disco. Será que vermos mais alguma novidade do grupo em sua apresentação por aqui?

Amber Coffman

Em 2013, o grupo estava trabalhando na divulgação de seu novo álbum, Free The Universe, e uma de suas faixas, Get Free, contava com a participação de Amber Coffman, também conhecida por seu trabalho com o grupo Dirty Projectors. Como um dos principais singles do grupo, é bem capaz que o vejamos por aqui também.

Mr. Evil e Mapei

O encontro entre Bouce e Moonbahton gerou Mary Jane, faixa presente no disco de estreia do grupo, Guns Don’t Kill People… Lazers Do. Mr. Evil e Mapei cedem seus vocais para uma faixa extremamente dançante e rebolativa.

Flux Pavilion

Com a ajuda do produtor Flux Pavilion, que tocou na edição passada do festival, o trio criou Jah No Partial, uma de suas faixas mais potentes e nascida à base do encontro entre Reggae, Trap e Dubstep. Um dos momentos mais altos durante as recentes apresentações do grupo.

lolla

1,228 total views, 1 views today

Autor:

Apaixonado por música e entusiasta no mundo dos podcasts