O Pop Fácil de Curtir de Fitz And The Tantrums

Prepare-se para dançar muito e aqueça o gogó para cantar muitos “ô, ô, ô”

1,192 total views, no views today

28 de março | 14:50 – 15:50 | Palco Onix

Não se preocupe, mesmo se você não conhece nenhuma faixa de Fitz And The Tantrums, isso não vai prejudicar em nada você curtir toda a animação dos shows da banda.

Em um breve histórico, o sexteto nasceu em 2008 na cidade de Los Angeles e lançou dois discos, o primeiro deles em 2010 (Pickin’ Up the Pieces), trazendo um pouco do panorama Neo Soul que imperava no Pop da época, e o segundo em 2013 (More Than Just a Dream), mais ligado ao Soul Pop oitentista, regado dos sintetizadores, refrões a serem cantados em coro e muitos “ô, ô, ô”.

E talvez seja por isso que o som do grupo seja tão “curtível”. Já conhecemos, quase como parte de um inconsciente coletivo, grande parte do que grupo tem a mostrar. Sabe aquelas músicas que mesmo você ouvindo pela primeira vez já consegue acompanhar pelo menos a melodia? A banda consegue criar exatamente essa sensação em suas faixas – uma tarefa incrivelmente difícil.

Se é você é fã da música feita nos anos 80 por bandas como Eurythmics, Depeche Mode, A-Ha e Duran Duran, o show de Michael Fitzpatrick, Noelle Scaggs e companhia é imperdível não só por trazer de volta um pouco daquela sonoridade, mas por saber conduzir um show realmente empolgante, fazendo juz, se não ultrapassando, a qualidade das apresentações desses artistas citados acima.

O grupo fez um show no Lollapalooza Chicago do ano passado e colocou uma multidão para dançar ao som de seu híbrido entre Synth Pop e Neo Soul. Rolaram alguns covers de hits oitentistas, hits próprios, muita animação por parte de Michael e Noelle – e muitos “ô, ô, ô”, é claro.

Para se preparar para a apresentação do grupo no Lollapalooza, prepare o topete e as ombreiras, treine alguns passos de dança e aqueça o gogó, pois você definitivamente vai saber acompanhar (pelo menos) a onomatopeias vocálicas do grupo.

lolla

1,193 total views, 1 views today

Autor:

Apaixonado por música e entusiasta no mundo dos podcasts