Palco Perry: O Que Não Vai Faltar

As músicas Eletrônicas mais esperadas do festival

1,551 total views, no views today

Fotos: DJ Snake/rukes.com

A quinze dias da quarta edição do Lollapalooza Brasil, resolvemos dar uma ajudinha aqueles que talvez não conhecem tanto da cultura Eletrônica e que, de alguma forma, querem participar da sinestesia do Palco Perry. Todo ano, é possível observar as faixas que mais se repetem durante os dois dias de festival, aquelas que estão em voga na cena EDM mundial e que agora chegam ao país pelos produtores escolhidos pela curadoria do evento. Em 2013, Who, do produtor Tujamo, foi a mais aclamada, já em 2014 Watch Out For This, do duo de Diplo Major Lazer, foi a mais repetida.

Então, não só para que o coro fique bonito, mas também para que nossos leitores tenham ideia do que não vai faltar nos sets dos artistas que passaram no famoso palco que leva o nome do fundador do festival, reunimos um pouco de tudo que acontecerá no sábado e no domingo em Interlagos.

Steve Aoki – Boneless

A começar pelo headliner de domingo, Boneless é de 2013, mas repercute fortemente até hoje. Nos shows mais atuais do produtor – que já tocou no festival em 2013 – a faixa vem sendo a mais aclamada pelos fãs e, obviamente, o ponto mais alto de todo o set. O clipe tem mais de 40 milhões de visualizações e a faixa tem até versão com vocais, com Kid Ink.

Chemical Surf – Walking Back

Abrindo a pista no domingo, Chemical Surf vem pra mostrar porque cresceram absurdamente na cena Deep House tão rápido. Além da incrível e pesada Walking Back, carro-chefe do duo, quem chegar cedo ao Palco Perry no domingo vai enlouquecer também com Bass, faixa em colaboração com Sharam Jey e Illusionize.

DJ Snake – Turn Down For What

A faixa, lançada no segundo tempo de 2013, foi indicada ao Grammy e causa alvoroço até hoje. É um dos carros-chefe do produtor que era um dos maiores apoios a grandes produtores da cena EDM, mas que, depois do sucesso da faixa com Lil Jon, saiu de vez do anonimato e segue forte em turnê pelo mundo todo. Quem não enlouquece com os três drops dessa música?

Dillon Francis – Get Low

Em colaboração com DJ Snake, o grande palhaço de Los Angeles cai no Brasil pela primeira vez para fazer o set mais esperado do Lolla. Get Low é um dos sucessos mais expressivos do produtor que fez um Trap no estilo Dubai. O clipe serve como uma ostentação aos filhos dos Sheiks.

Vintage Culture – What U Want

Discípulo de Magal, o produtor é novo e também está na mesma leva de Chemical Surf. Com produções mais comerciais e muitos remixes de músicas já bem conhecidas, ele conseguiu chamar muita atenção, inclusive de gravadoras. A autoral What U Want é a principal no case do artista, que pega um estrutura grooveada seca com vocais graves. A faixa tem mais de 250 mil plays na conta oficial do Soundcloud.

The Chainsmokers – Selfie

Quando o oportunismo se torna conveniente, dinheiro e sucesso. O duo estourou a faixa no início de 2014 e gerou uma grande polêmica narcisista em cima do comportamento que os jovens vêm tomando com a prática do Selfie. O vídeo da música tem nada menos que 306 milhões de visualizações. É possível que os americanos peçam uma foto durante ela?

Big Gigantic – Get on up

Os novos queridinhos da Mad Decent entraram pro time do Lollapalooza e tá na hora de mostrar serviço. Em um cardápio diverso de faixas autorais, o duo varia entre Trap e Dubstep, mas, entre todas elas, Get On Up é aquela que não pode faltar. Misturam Nu-Jazz com Trap e fazem bonito.

Childish Gambino – Heartbeat

19 milhões de visualizações tem o clipe de Heartbeat no YouTube. A faixa, que segue um French House com vocais em R&B, faz parte do aclamado álbum Camp do artista, lançado em 2011.

Victor Ruiz AV Any Mello – Crazy Night

O paulista Victor Ruiz abraçou Any Mello em seu projeto e agregou bastante detalhismo em seu som, que já era bem limpo e grooveado. Crazy Night tem mais de 170 mil plays no Soundcloud e mostra a nova cara hibridizada de gêneros de Ruiz. Os graves vocais hão de enlouquecer a tenda inteira.

Skrillex – Dirty Vibe

Sonny Moore volta à casa depois de três anos com uma cara mais Bass e menos Dubstep. Com seu novo álbum sendo trabalhado, Dirty Vibe é a faixa mais dinâmica e esperada pelos fãs, juntamente com outros dois singles: Recess e Stranger. Vale a pena ainda ouvir bastante Take U There, do projeto de Skrillex com Diplo, que com certeza vai estourar as caixas do Palco Onix.

Carnage – Incredible

Com um contrato com a Spinnin’Records, Carnage conseguiu angariar mais de 19 milhões para aprovar seu trabalho. Incredible é uma obra certa no domingo e a mais esperada pelos fãs.

Major Lazer – All My Love

Com colaboração de uma bombada artista do mundo Pop, Ariana Grande, o duo já conseguiu mais de 5 milhões de plays no Soundcloud. A aposta se extende ao último lançamento Lean On, em parceria com DJ Snake, também presente no festival. Será que dividirão palco no horário mais esperado do sábado?

Rudimental – Feel The Love

E pra encerrar, Rudimental, um dos projetos mais conceituais da atualidade, embarca no Brasil e apresenta Home, lançado em 2013. Com mais de 45 milhões de visualizações, Feel The Love, indiscutivelmente, é o single de todo o álbum e conta com vocais de John Newman. Quem tiver a letra na ponta da língua vai participar de um momento único, bonito e sinestésico.

Lolla

1,552 total views, 1 views today

Autor:

Publicitário que não sabe o que consome mais: música, jornalismo ou Burger King