Two Door Cinema Club: O fenômeno Indie Pop finalmente visita a capital paulista

Mesmo munido de um repertório novo, trio irlandês promete tocar hits de seu primeiro disco, “Tourist History”

 2,577 total views

Se existe um bom motivo para os irlandeses se orgulharem de algo provindo de suas terras é o fenômeno do Indie Pop nomeado como Two Door Cinema Club. Alex Trimble, Kevin Baird e Sam Halliday formam um dos trios em constante ascenção musical desde sua estreia oficial enquanto banda ao revelar o disco Tourist History em 2010. A fórmula mágica dos rapazes consiste em riffs grudentos e doces emplacado por bom domínio de suas guitarras e percussões rítmicas e dançantes do começo ao fim. O primeiro material dos jovens obteve ótimas opiniões da crítica e aumentou a gama de seu público desde o lançamento dos primeiros hits I Can Talk, Something Good Can Work, Undercover Martyn e o single movimentador de multidões e gerador de passinhos espontâneos What You Know.

O mais recente trabalho do grupo foi lançado oficialmente em 2012, mais uma vez junto ao selo Kitsuné, sob o nome de Beacon. Apesar de ainda não ter galgado o mesmo sucesso que seu primeiro, – já que o novo álbum foi lançado há pouco mais de seis meses – esse será o repertório chave trazido pela trinca no próximo dia 30 de março pelos rapazes, já devidamente munido de suas novas apostas sonoras Next Year, Sun, Handshake e Sleep Alone. O momento será adequado para preencher os corações paulistas que se viram quebrados na primeira vinda de Alex, Kevin e Sam ao Brasil no ano de 2011 em pleno momento de auge. Os relatos da época referentes ao shows realizados no Circo Voador (Rio de Janeiro) e no Meca Festival, no Rio Grande do Sul, apontaram uma intensa entrega dos fãs e entusiastas a sonoridade pragmática ao Pop dos meninos, que ainda não passavam de 21 anos na época.

Apesar de em boa parte de registros atuais de suas performances os músicos estarem plenamente concentrados nas técnicas e sequências de levadas e acordes que são trazidas impecavelmente a público, Trimble e sua trupe também levam em conta a energia e simpatia como um agregador ao seu som. Prepare o fôlego para possíveis chuvas de confetes em momentos de êxtase e o ânimo para a toda a apresentação, que promete te fazer amortecer as pernas de tanto dançar em uma hora exata de show.

 2,578 total views

Autor:

Jornalista por formação, fotógrafo sazonal e aventureiro no design gráfico.