Vivendo do Ócio: Som brasileiro para abrir o dia mais Rock ‘n’ Roll do Lollapalooza

Em mais um belo show,a banda baiana representou a cena brasileiro e se mostrou cada vez mais madura

2,866 total views, no views today

Fotos: Fernando Galassi / Monkeybuzz

Em boa gíria baiana, o show da Vivendo do Ócio foi “massa”. Com um bom público, a banda foi uma das responsáveis por dar início ao dia mais Rock’n’Roll do festival e cumpriu a tarefa com êxito, tocando seu som para pessoas de tantos lugares diferentes por onde a banda já se apresentou, como dito por Dieguito.

Logo de cara, o pavio foi aceso com Bomba Relógio, dando início ao set que seria cantado do início ao fim por praticamente todo o público que se formou no palco Butantã. A banda conseguiu tirar o máximo tanto dos novos fãs, que estavam assistindo pela primeira vez, quanto dos antigos, que, mesmo já tendo visto outras apresentações, se sentiram como se fosse o primeiro contato, aquele onde a pulsação vai junto com a bateria e o olhos nem piscam.

As poéticas Radioatividade e Nostalgia* foram responsáveis pelos momentos mais bonitos do show, sendo a última também um dos mais aguardados, o que resultou em um coro forte e carregado de emoção ao se cantar as palavras de seus versos e, principalmente, de seu refrão. Ainda na questão de emoções, quando dito por Luca Bori que no dia anterior havia sido aniversário de Jajá Cardoso, o público puxou um “Parabéns a você” em uníssono, celebrando os 27 anos do cantor.

A performance da banda ainda contaria com as participações especiais do músico uruguaio Pedro Gonzales e de Caju e Castanha, que acompanharam a banda na canção O Mais Clichê. A dupla repentista ainda fez improvisação brincando com o público e puxou uma música regional ao final da música.

Com Silas, o quarteto encerrava seu set e, assim, fechava um show redondo, no qual soube trabalhar tanto o disco novo, tocado quase que na íntegra, quanto os sucessos anteriores, como Rock Pub Baby, Fora, Mônica e Dilema. Eles ainda agradeceram a organizadora do evento por dar espaço para o Rock nacional e também o público, que veio em peso para prestigiar a cena.

E assim, tocando suas músicas com dedicação e espírito engajado, mais uma vez, Vivendo do Ócio se mostrou uma das melhores bandas de rock brasileiro da atualidade e com credenciais de gente grande.

2,867 total views, no views today

Autor:

Marketeiro, baixista, e sempre ouvindo música. Precisa comer toneladas de arroz com feijão para chegar a ser um Thunderbird (mas faz o que pode).