Acorde #13

Equipe Monkeybuzz cita três músicas que podem mudar sua vida

1,564 total views, no views today

Músicas que despertam qualquer ouvido para beleza, novos sons ou novas ideias, sem datas de validade. Assim é a coluna Acorde.

A cada edição, a equipe Monkeybuzz dá três dicas de faixas capazes de mudar vidas. Duvida? Experimente.

Já Sei Namorar

Com meus pouco mais de dez anos quando Tribalistas lançou esta música (e todo o disco), ao ouvi-la, foi um momento de epifania total do que poderia ser uma música brasileira contemporânea, traduzindo, música que meu pai gostava, misturada com música que eu gostava. O mais impressionante é que muito do que é produzido hoje tem uma coerência grande com esse Pop feito por eles há tanto tempo, o que ajuda a manter o frescor da canção.

(por Lucas Repullo)

Cortez, The Killer

Neil Young é uma referência na guitarra para muitos – seu timbre puxado para a distorção foi sempre conduzido por solos, riffs e acordes extremamente melódicos. Neste disco, fez uma das músicas mais épicas de sua discografia, que consegue ter várias caras dentro de sete minutos, todas unidas pela Psicodelia. Viciante a ponto de você não se importar com seu término, é uma faixa que deseja ser tocada repetidamente por muito tempo.

(por Gabriel Rolim)

The Trapeze Swinger

Mais uma pra galeria de faixas que não precisam acabar, esta de Iron & Wine é companheira de qualquer momento melancólico – daqueles organicamente tristes e sinceramente capazes de sorrir – ao contar uma história de saudades de momentos e de alguém com quem se deseja rever em um plano após esta vida. Quase dez minutos passam rápido e nos lembram que não há curta duração para as narrativas emocionais.

(por André Felipe de Medeiros)

1,565 total views, no views today

Autor:

Comunicador, arteiro, crítico e cafeínado.