Acorde #31

Equipe Monkeybuzz cita três músicas que podem mudar sua vida

 1,574 total views

Músicas que despertam qualquer ouvido para beleza, novos sons ou novas ideias, sem datas de validade. Assim é a coluna Acorde.

A cada edição, a equipe Monkeybuzz dá três dicas de faixas capazes de mudar vidas. Duvida? Experimente.

Life’s a Bitch

Illmatic é o estado de espírito mental e físico dos EUA no final dos anos 1980 – a beira de um colapso social violento. Nas cresceu nesse ambiente e o seu seminal disco explicita a tensão constante, a desvalorização da vida e a criminalidade ao seu redor. Em Life’s a Bitch ele explicita com o rapper AZ o sentimento nessa realidade perversa: “life´s a bitch and then you die, that’s why we get high cause you never know when you gonna go”.

(por Gabriel Rolim)

Máquina de Escrever

A canção é de 1997, mais fui conhecê-la somente em 2002. Ritmada com teclas de uma máquina de escrever, a composição de Pedro Luis e sua parede esteve no primeiro disco do grupo, Astronauta Tupy. Com uma letra singela de trechos como “Meu coração é uma máquina de escrever ilusões”, a música começou a me abrir os ouvidos para uma música brasileira que eu não conhecia e que já soava bastante diferente do que eu havia escutado até então.

(por Leandro Reis)

The Bad in Each Other

“We had the same feelings in opposite times” – O ser humano é um bicho complexo por si só, ainda mais quando se junta a outros da mesma espécie. Todo relacionamento é complicado, já que cada um pensa, sente e entende as coisas a seu modo. Feist conta isso muito bem na faixa que abre seu ótimo Metals (2011), que ganhou ainda um dos clipes mais emocionantes daquele ano. De lavar a alma (chorando).

(por André Felipe de Medeiros)

 1,575 total views

ARTISTA: Feist, Nas, Pedro Luís
MARCADORES: Acorde

Autor:

Comunicador, arteiro, crítico e cafeínado.