Banda Internacional das Mulheres

Já que o dia é delas, brincamos de reunir algumas ótimas artistas do Indie e do Rock em um super grupo que dificilmente daria certo, mas que adoraríamos ver ao vivo um dia

6,926 total views, 5 views today

Anos depois das mulheres conquistarem seus direitos na sociedade, elas continuam minoria nas bandas, principalmente nas de Rock, ao ponto de uma garota em uma banda chamar a atenção por si só. Mesmo dentro dessa cultura de bandas masculinas, várias instrumentistas e vocalistas se destacam por seu talento e atitude, não apenas por serem meninas.

E já que é o Dia Internacional da Mulher, resolvemos brincar com a ideia de uma dream band só com mulheres que unem a pegada Indie à feminilidade empunhando seus instrumentos mesmo de cima do salto alto. Não que a gente ache que um projeto desses daria certo, já que uma reunião de tantas estrelas provavelmente geraria muitos choques entre os egos – além da possibilidade de logo terem seu ciclo menstrual sincronizado, o que mexeria com os hormônios de todas ao mesmo tempo e levaria ao fim da banda em poucos meses.

Curta nossas sugestões pra essa Banda Internacional de Mulheres e deixe um comentário sugerindo quem mais poderia fazer parte dela.

Vocal: Karen O A icônica voz do Yeah Yeah Yeahs teria muito para contribuir ao nosso super-grupo feminino. Variando da energia pulsante ao sussurro, Karen tem até mesmo experiência com músicas de temática infantil, como as que ela fez para a trilha de Onde Vivem os Monstros (Where the Wild Things Are), caso alguma de suas parceiras de banda apareça no ensaio com sua prole.

Guitarra: Joan Jett Além de ser uma das precursoras das girl bands, Joan Jett é considerada por muitos um dos grandes nomes da guitarra. Ou seja, seria difícil deixar a ex-The Runaways de fora dessa. Outra que, por ser a mais velha do grupo, ela poderia dar uma de mãezona e ajudar a cuidar da trupe durante a turnê.

Violão: Feist Sabe aquele misto de menina e maturidade? Feist consegue passar justamente isso. Aos 36 anos, ela comunica bem à juventude passando a confiança de quem já viveu um pouquinho. Em nossa banda, ela encantaria a todos com o seu violão, mas também seria uma ajuda de peso na hora de compor e produzir.

Baixo: Mariko Doi A baixista do Yuck, mesmo sendo menos consagrada que os outros nomes aqui nessa lista, traria o lado shoegaze e mais sujinho do som de sua banda, nos lembrando que meninas também curtem e sabem fazer músicas barulhentas nada fofinhas.

Batera: Meg White A ex-senhora Jack White é uma instrumentista de respeito e certamente completaria bem nossa formação, mandando tão bem na percussão quanto ela mandava no The White Stripes. Meg tem também aquele ar misterioso que adicionaria um charme extra à banda.

Backing Vocal/Ukulelê: Zooey Deschanel A esquisitinha favorita de Hollywood – e a metade feminina da dupla She & Him – poderia emprestar sua voz às harmonias e até tocar o ukulelê que de vez em quando aparece nos vídeos que ela posta no YouTube. Além disso, ela ajudaria a banda a ganhar exposição na mídia, já que ela é um dos nomes mais em evidência do show business e rouba facilmente a atenção de qualquer um.

Backing Vocal/Teremim: Fernanda Takai Adicionando um pouco de brasilidade à mistura, poderíamos ter a vocalista do Pato Fu tocando o teremim, aquele instrumento russo eletrônico, que ela tocou no clipe Eu e enriqueceria ainda mais o som de sua nova banda feminina. Pra completar, ela emprestaria seu vocal às harmonias do nosso super grupo.

6,927 total views, 6 views today

Autor:

Comunicador, arteiro, crítico e cafeínado.