Dream Pop

Desde os anos 80, o estilo se mantém vivo e influente sobre tantas bandas da boa música de hoje, como The Radio Dept.

6,950 total views, 1 views today

Surgido no meio dos anos 80, o Dream Pop é um estilo de antítese ao que vinha acontecendo anteriormente com a agressividade e rebeldia do movimento Punk. Não por acaso, o estilo estava em meio aos sons do Post-Punk, e contava com uma sublimação que chega a um nível imaterial e existencialista.

Ecoante, murmurado, nebuloso, com levada eletrônica branda e bastante instrospeccção. Pode se dizer que o Dream Pop é feito por essa equação de palavras. Ele recebe um nome que lhe caiu muito bem, ao ser relacionado com um som provindo de um sonho. E é isso mesmo que se percebe ao ouvi-lo, um som bem ambíguo e algumas vezes antagônico ao apresentar um Pop, mas em um meio nebuloso e muito ilustrativo, assim como os sonhos que são formados de inúmeros elementos e figuras que parecem se misturar e formam um resultado uno.

Sua temática beira o existencialismo, que é percebido tanto nas letras quanto no som, que parece ecoar de dentro da cabeça do ouvinte ou do ar, caracterizando o estilo como um som etéreo e um tanto quanto metafísico. Ao falarmos de influência do Dream Pop, o New Wave pode ser tido como base. Bandas como Cocteau Twins, Mazzy Star e Cranes pegaram os elementos sonoros marcantes desse gênero, como o uso de sintetizadores e baterias eletrônicas, somado com o ar mais pop do som, e lhe deram um toque mais ecoante, sublimado e minimalista resultando então em seu som característico.

Assim como a maioria dos estilos da época do Post-Punk, o Dream Pop não teve muita notoriedade no mainstream musical, mas serviu como influência para dois estilos da época, o Shoegaze – que adicionou mais intensidade e ruído – e ao Space Rock – que colocou uma pitada de psicodelia no som.

Hoje, o estilo está presente em artistas de Chillwave, Ambient Music e Post-Rock, como o M83, Helios e Sigur Rós, respectivamente. E, é claro, sem contar os nugazers, que são mais fiéis ao som e o trazem de volta mantendo a essência, mas dando um toque pessoal ao som, como é o caso do The Radio Dept. , Craft Spells, Porcelain Raft, The Daysleepers, Beach House, Youth Lagoon e Wild Nothing, entre outros.

O estilo mostra que possui bastante flexibilidade, e que dá para se trabalhar bem em sua base sublimada adicionando elementos que o artista acredita ser interessante, desde sons experimentais, guitarras distorcidas e programações eletrônicas. Isso mostra a importância que o Dream Pop teve em sua época de surgimento até os dias atuais.

Discografia Básica:

Cocteau TwinsHeaven Of Las Vegas Mazzy StarShe Hangs Brightly CranesCranes

Discografia Atual:

The Radio Dept. – Lesser Matters Beach HouseTeen Dream Youth LagoonThe Year of Hibernation The DaysleepersDrowned In a Sea of Sound Craft SpellsIdle Labor

6,951 total views, 2 views today

Autor:

Marketeiro, baixista, e sempre ouvindo música. Precisa comer toneladas de arroz com feijão para chegar a ser um Thunderbird (mas faz o que pode).