Entrevista: Deafheaven

Banda comenta vinda ao Brasil e momento na carreira

2,096 total views, 1 views today

Fãs de música de todo o país entusiasmaram-se com a notícia de que Deafheaven virá ao Brasil para show em São Paulo, em 10 de julho, em turnê promovida pelo Monkeybuzz. Em noite que terá ainda E A Terra Nunca Me Pareceu Tão Distante e Nvblado, eis uma oportunidade rara de testemunhar os caminhos mais contemporâneos pelos quais Rock e seus derivados caminham em 2016.

Às vésperas de embarcar para a turnê, o guitarrista Shiv Mehra tirou uns minutinhos para falar ao site sobre essa vinda e um pouco mais sobre o momento em que a banda se encontra na carreira.

(Ainda há alguns ingressos disponíveis. Compre pela plataforma Sympla)

Monkeybuzz: Deafheaven está vindo ao Brasil! O que significa para a banda poder vir tocar por aqui?
Shiv Mehra, Deafheven: Estamos muito felizes por termos sido convidados para ir tocar no Brasil. É de grande importância podermos excursionar na América do Sul.

Mb: Como é para vocês poderem tocar em outros países com outras bandas que tem Deafheaven entre suas referências, e ainda conhecer música nova durante as turnês?
Shiv Mehra: Estamos sempre felizes para tocar com bandas que nos citam como influência. Mostra o impacto que temos na música de hoje. Pessoalmente, sou muito fã de algumas bandas brasileiras, por exemplo Os Mutantes.

Mb: De fato, há uma grande comoção em torno do nome Deafheaven. Como vocês lidam com isso?
Shiv Mehra: É sempre agradável ter um retorno bom, especialmente quando você se esforça tanto em seu trabalho.

Mb: Como vocês dialogam com públicos tão diferentes, como o Metal e o Alternativo?
Shiv Mehra: Acho que o público nos encontra, ao invés de nós o encontrarmos. Nossas plateias são cada vez mais diversificadas e acho que damos a quem não ouve Metal uma chance de curtir algo mais pesado, enquanto simultaneamente fazemos os metaleiros descobrirem um lado mais Pop para a música.

Mb: Vocês parecem ter uma preocupação muito grande com a parte visual da banda. Como é isso?
Shiv Mehra: George (Clarke, vocalista) cuida o aspecto estético da banda, mas muito do trabalho vem da direção artística de nosso amigo Nick Steihardt.

Mb: Vocês se sentem parte de uma cena, movimento ou algo assim?
Shiv Mehra: Sim, somos parte de uma cena musical como um todo, com todos os nossos amigos em bandas de todos os gêneros. Essa parte da identificação com um nicho pode ser cansativo.

Adquira ingressos para ver Deafheaven em São Paulo pela plataforma Sympla.

2,097 total views, 2 views today

ARTISTA: Deafheaven
MARCADORES: Entrevista

Autor:

Comunicador, arteiro, crítico e cafeínado.