“Hi Custodian” – o curta-metragem do Dirty Projectors

Dirigido por David Longstreth, o filme consegue amarrar o conceito de “Swing Lo Magellan” através de belas imagens que podem parecer confusas para alguns e para outros, pura arte

1,839 total views, no views today

Difícil comentar de maneira linear um trabalho que não foi criado para ser pensado desta maneira. Dirigido por David Longstreth, frontman da banda, Hi Custodian é o retrato visual de Swing Lo Magellan, que se consagra de vez como um dos grandes álbuns deste início de década. O curta foi produzido pela PitchforkTv em parceria com o YouTube e é uma mistura de trilha sonora primorosa, belas imagens e a banda atuando em papeis indefinidos como em um grande sonho.

O filme não parece ter a pretensão de ser lembrado como uma obra impecável, nem como o início da carreira cinematográfica de David, muito menos com qualquer outro título mais pretensioso que possa ser pensado. Simplesmente fica nítido que o frontman, e principal cabeça da banda, estava realmente envolto por todo o conceito que permeia seu último álbum e não queria parar por ali.

Tive o prazer de assistir a um show do Dirty Projectors no Pitchfork Festival desse ano e pude comprovar a importância que o projeto tem para seu líder e o quanto está envolvido com ele. Existem músicos talentosos e criativos e existem outros cuja cabeça pensa mais rápido do que o corpo pode se manifestar em qualquer forma de produção artística. David pertence a esse segundo grupo e para ele fez-se necessário ilustrar a mensagem do álbum, qualquer que seja ela, com um belo filme que para alguns não faz sentido algum e para outros é pura arte.

Mais importante do que isso, é mais uma prova do velho papo de que os tempos estão mudando na música e artistas podem expandir suas capacidades intelectuais para outras áreas que não sejam sua especialidade, facilitados ainda pela diminuição dos custos de produção e divulgação possibilitados pelo avanço da tecnologia. Coerentemente, foi escalado para o projeto o diretor de fotografia Bobby Bukowski, que, em entrevista após a exibição do curta em Nova York, disse algo que pode ser criticado por muitos: “se pessoas tem ideias, elas podem dirigir um filme e ele [David] tinha ideias realmente boas”.

No final, vale assistir à Hi Custodian como um bônus de Swing Lo Magellan, ou como aperitivo antes de ouvir o disco – ambos são projetos belíssimos e que multiplicam seu potencial quando tratados como obras complementares. O que me surpreende em ambas as obras é o fato de oferecerem ao espectador exatamente o que estiver procurando, ou seja, se quiser ver imagens ou sons bonitos por si só, pode ver o filme e ouvir o disco, ou se quiser procurar conceitos profundos e dramas psicológicos, fique à vontade também. Essa é a diferença entre um trabalho que é bom e outro que já nasce clássico.

Assista ao filme abaixo e confira o cartaz oficial em nossa galeria:

1,840 total views, 1 views today

MARCADORES: Filme

Autor:

Nerd de música e fundador do Monkeybuzz.