Leituras da Semana: Bruce Springsteen, The Clash, Arctic Monkeys e mais

Semanalmente, filtramos os melhores textos nacionais e internacionais que encontramos na rede, a fim de enriquecer ainda mais seu conhecimento sobre música

3,402 total views, no views today

Você também pode acompanhar as leituras da semana através de nossa Readlist. Ela compila os artigos e permite que você os leia em formato de e-book no seu smartphone, tablet ou até mesmo no Kindle.

Brasileiros

Bruce Springsteen em São Paulo por Marcelo Costa no Scream & Yell

Veja um relato sobre a apresentação de Bruce em São Paulo.

“A sensação é de que cada momento da noite parece o auge do show, mas a canção seguinte sempre supera a anterior, e, com menos de duas horas de show, já há a certeza de que Bruce Springsteen está fazendo uma das melhores apresentações que essa pobre terra esquecida já viu.”

Discografia Comentada: The Clash por Marcelo Costa no Scream & Yell

A discografia comentada de uma das maiores bandas de todos os tempos.

“O The Clash foi a melhor banda de rock do mundo de 1977 a 1982. E, hoje, frequenta o seleto grupo de melhores bandas de todos os tempos.”

Quem quer pagar pra ver show independente em Sao Paulo? por Cesar Zanin no Canto do Mundo

Texto que abre uma discussão interessante sobre casas de show independentes e a dificuldade em promovê-las em meio à cultura que se estabelece na produção cultural paulistana.

“Espera, os shows de que estou falando aqui custam entre R$ 10,00 e R$ 25,00 em media, e mesmo assim a ‘galera’ nao paga, haha. As vezes ate de graca nao lota. Custo a acreditar que uma cidade como Sao Paulo nao tenha um publico interessado para esse segmento.”

Jonathan Galkin, por trás da DFA por Gaía Passarelli

Entrevista com Jonathan Galkin, sócio e atualmente faz tudo na DFA Records.

“‘Eu cuido de tudo relacionado ao selo, é o que eu faço’, define o ex-ator de seriado teen, nascido e criado em Nova Iorque, que tem enormes olhos verdes, é capaz de citar nomes de discos de Marcos Valle e Walter Franco e de pronunciar ‘Araçá Azul’ perfeitamente.”

Internacionais

Why British ‘commercial’ music needs public funding to keep Momentum por Helienne Lindvall no The Guardian

Sabia que grandes nomes britânicos como Arcade Fire, Feist e Carly Rae Jepsen lançaram seus discos com grande ajuda de financiamento público? Entenda por que estes artistas ainda precisam desse apoio.

“What do Arcade Fire, Feist, Carly Rae Jepsen and the Knife have in common? They’ve all launched their careers with the help of public funding (yes, Jepsen’s debut EP, which included the worldwide hit Call Me Maybe, was publicly funded).”

How not to name a music genre por Lanre Bakare em The Guardian

Interessante o processo de criação e de escolha de nome de um novo estilo de música eletrônica.

“It’s house music, made by outsiders, so why not call it outsider house? Naming a new electronic genre just isn’t that easy”

Interviews: Arctic Monkeys por Larry Fitzmaurice no Pitchfork

Entrevista com Arctic Monkeys.

“Someone said to me, “You’re the indie band that rappers and metal bands like.” I think there’s a bit of truth to that. I don’t know if “indie band” is how any band should think about themselves, though.”

3,403 total views, no views today

Autor:

Nerd de música e fundador do Monkeybuzz.