Leituras da Semana: Garotas Suecas, Phoenix, Bandas Underground Polonesas e mais

Semanalmente, filtramos os melhores textos nacionais e internacionais que encontramos na rede, a fim de enriquecer ainda mais seu conhecimento sobre música

3,579 total views, no views today

Você também pode acompanhar as leituras da semana através de nossa Readlist. Ela compila os artigos e permite que você os leia em formato de e-book no seu smartphone, tablet ou até mesmo no Kindle.

Brasileiros

Mangue renasce em nostalgia da modernidade por Marcelo Ferla na Folha de SP

Em projeto da Deck chamado “batalhas”, duas bandas são convidadas para fazer releituras das músicas uma da outra. Mundo Livre S/A e Nação Zumbi foram escolhidas e Fred ZeroQuatro, líder do Mundo Livre, conversou com a Folha sobre o projeto.

“As releituras de “Mundo Livre S/A X Nação Zumbi” revelam contemporaneidade e reverência mútua, com uma saudável desconstrução dos temas originais.”

Otto aparece nu e encarna cavalo em clipe de “O Que Dirá o Mundo” por Leonardo Rodrigues no UOL Música

O cantor Otto estreou o clipe da faixa O Que Dirá o Mundo, que está dando o que falar. A faixa está presente no disco The Moon 1111, do ano passado.

“Otto está nu. Preso em um estábulo, curvado e de joelhos, ele se contorce ao receber uma forte rajada de água gelada. Está sendo banhado por seu tratador. Acossada na mesma posição, mas voltada para o outro lado, a atriz Amanda Lira, namorada do cantor, recebe o mesmo tratamento insalubre.”

O crooner surrealista Thiago Pethit por Felipe Candido no Saraiva Conteúdo

O cantor Thiago Pethit interpreta hoje, no SESC Vila Mariana, as trilhas sonoras de David Lynch. O portal Saraiva Conteúdo conversou com ele sobre o projeto.

“Naquele momento, eu tive este estalo: por que não, em vez de criar mais um show de músicas da banda que eu gosto e me inspira, levantar um show em torno de um artista-cineasta e das suas mensagens musicais?”

Entrevista: Garotas Suecas lançam “Feras Míticas” por Nobat no Retalho Cult

A banda Garotas Suecas finalmente lançou seu novo disco, o ótimo Feras Míticas, nada melhor do que uma entrevista com a banda para extrair ainda mais sobre a obra.

“Nós gostamos muito do Escaldante, mas não nos sentimos compromissados a continuar uma fórmula do que fizemos antes. Uma banda sempre soará como ela mesma, afinal são as mesmas pessoas criando e executando as músicas.”

Internacionais

James Murphy on soundtracking Daniel Craig and the future of Despacio por Tom Banham na GQ

James Murphy, mais conhecido como líder do LCD Soundsystem, decidiu acabar seus projetos com a banda, justamente para poder tocar outras prioridades, portanto nessa entrevista para GQ, Murphy conta mais sobre tudo isso.

“These people are used to putting a lot of work in to make something good, and if they fall in love with a thing like tea, or bakery, or coffee, they know that they want to excel at it. But I like learning. I want to learn how to make a watch.”

R. Kelly and Phoenix por Ryan Dombal no Pitchfork

Uma das inusitadas parcerias que surgiram nesse ano foi a de R. Kelly com a banda Phoenix. Eles tocaram juntos no festival Coachella e R. Kelly ainda remixou a faixa Trying To Be Cool da banda. O Pitchfork decidiu fazer uma video-conferência com o músico e com Thomas Mars, vocalista do Phoenix e conversar sobre tais projetos e muito mais.

“Thomas: I remember being in my apartment in Paris and watching ‘Trapped in the Closet’– it was the best TV experience of my life. It just came out of nowhere. I’d never seen anything like it before. I watched it again and again.”

Underground Out of Poland por Jenn Pelly no Pitchfork

O Pitchfork foi à Polônia para assistir ao OFF Festival, que teria bandas do calibre de My Bloody Valentine e Godspeed You! Back Emperor em seu line up. Além disso, decidiram investigar as ótimas bandas Underground que a região vem nos presenteando, resultando em uma ótima matéria.

“Both artists say it’s a unique moment for musicians in Poland as artists increasingly question the value of grant money from the European Union. ‘Artists in Poland would in one week transform themselves into workers at gas stations if there was no public money,’ Bukowski says.”

Films For Music: Frank Zappa’s Cinematic Legacy por Anthony Nield no The Quietus

O The Quietus passeou por toda a contribuição de Zappa para o cinema.

“Despite these mere glimpses he’s given us over the years (with further snippets popping up on DVDs or his official website), Bickford represents Zappa’s true cinematic legacy. 200 Motels may be a one-of-a-kind movie, but that isn’t necessarily a good thing given its mix of the awful and the inspired.”

3,580 total views, 1 views today

Autor:

Nerd de música e fundador do Monkeybuzz.