Leituras da Semana: Panda Bear, Roberto Carlos, Racionais e Criolo

Separamos alguns dos melhores textos sobre música que lemos pela Web nos últimos dias

1,903 total views, no views today

Semanalmente, filtramos os melhores textos nacionais e internacionais que encontramos na rede, a fim de enriquecer ainda mais seu conhecimento sobre música

Panda Bear: The Wanderer por Philip Sherburne do site Pitchfork

Com um álbum solo a sair na próxima semana, Noah Lennox, mais conhecido como Panda Bear e como membro da banda Animal Collective, recebe um artigo bem completo pelas mãos da publicação norte-americana. Uma matéria muito bonita, recheada de imagens e conteúdo que prepara o público para este novo lançamento do músico.

“As the path winds around a small pond, Lennox scuffs his way through the grass and stands against a bamboo thicket at the behest of the photographer. He kicks aside an errant nogueira—a walnut, covered in a yellow-green casing, like a big, spongy lime—and then changes his mind. Stooping over, he gathers up three of them in his hands, straightens up, and tosses them into the air in quick succession, tracing a circle where the sun cuts the shadows into ribbons.”

recomendado por Nik Silva

Roberto Carlos está só começando a pagar por seu desprezo pelo jornalismo e pela história, por Ricardo Alexandre em seu blog no R7

Um dos principais assuntos na semana no mundo da música brasileira vem de mais declarações sobre a relação de Roberto Carlos com a mídia, dessa vez por conta de uma produção televisiva sobre Tim Maia. O jornalista organiza alguns argumentos contra o cantor de acordo com suas pesquisas sobre o período em que os dois despontaram.

“Roberto entende de jornalismo de celebridades. Para você ter uma ideia, quando ele se tornou ídolo em São Paulo, trouxe do Rio um secretário particular, Nichollas Mariano, a quem convenceu a que se apresentasse como “mordomo” justamente para reforçar para os jornalistas que acampavam na porta de seu apartamento a imagem de nobreza que seu epíteto de “Rei” inspirava. Foi só quando começou a trabalhar com o empresário Marcos Lázaro, em 1967, que este o convenceu a abrir o castelo para a imprensa cultural que surgia, levando jornalistas a turnês pelo Brasil e negociando entrevistas exclusivas.”

sugerido por André Felipe de Medeiros

Racionas e Criolo, Planetas Diferentes de Álvaro Pereira Junior para a Folha de São Paulo.

O polêmico artigo do jornalista visa discutir o funcionamento dos SESCs pelo Brasil e o seu papel em relação à cena musical de nosso país, principalmente em grandes centros como São Paulo. Apesar de sua abordagem generalista, vale pela reflexão a respeito dos sistemas de incentivo à cultura do país como um todo, as dificuldades que as casas de shows podem encontrar e como algumas questões podem ser vistas sob uma visão crítica.

“Mas a visão contrária é igualmente válida. Ela diz o seguinte: não existem opções ao Sesc porque o Sesc não deixa que existam. É uma estrutura tão milionária de subsídios, que pode pagar cachês fixos e cobrar ingressos tão baratos, que destrói o que há em volta. Um oásis a transformar em deserto o seu entorno.”

sugerido por Gabriel Rolim

1,904 total views, no views today

Autor:

Nerd de música e fundador do Monkeybuzz.