Mais Foster the People, Por Favor

“Supermodel” chega às lojas em março com a missão de expandir o trabalho do trio

 6,082 total views

Torches entrou pra história como um dos álbuns mais lembrados de 2011, dono de hits como Houdini e Helena Beat, além do enorme sucesso de Pumped Up Kicks. Outro marco do disco é ser o trabalho de estreia do grupo Foster the People, que conseguiu firmar sua popularidade ao lançar músicas Pop muito bem construídas e alinhadas com as tendências dos sintetizadores e percussividade Indie.

Três anos depois, finalmente poderemos conhecer o sucessor do álbum. Supermodel chega às lojas em 14 de março já sob o título de um dos discos aguardadíssimos do ano. E o que podemos esperar dele? Pelo que Mark Foster e sua gangue tem mostrado, podemos esperar é muito mais.

+ Maduro

Essa afirmação pode parecer óbvia, mas nem toda banda consegue aproveitar o amadurecimento entre um primeiro e um segundo lançamento. Não é o caso aqui, já que não só Foster e os músicos tem revelado que eles estão mais dispostos a colocar novas ideias em prática em Supermodel, como estão mais decididos e criteriosos para trabalhar os elementos que compõem o disco.

Ele ter sido trabalhado ao longo de quase dois anos (as gravações começaram no início de 2012 e foram concluídas ao final de 2013) é uma pista do capricho que o trio tem com a obra.

+ Instrumental

Isso é outra coisa que os músicos tem afirmado em entrevistas por aí e estas músicas que já saíram tem revelado bem isso: Saem as influências eletrônicas, chega um som mais de banda mesmo.

As influências mais citadas são The Clash, The Kinks e David Bowie – e Pseudologia Fantastica e A Beginner’s Guide to Destroying the Moon não negam essas inspirações.

Foster the People – A Beginner’s Guide To Destroying The Moon (Live at BBC Radio 1)

+ Crítico

Viajar o mundo e conhecer o preço da fama geraram um posicionamento mais firme da banda quanto a várias questões, assim como uma postura mais introspectiva quanto aos seus problemas pessoais.

O resultado disso é um disco com letras mais diretas e descritas por Mark Foster como “raivosas”, com uma grande ênfase na crítica ao mundo capitalista e o consumismo.

Foster the People

+ Ilustrado

O artista Young & Sick, que caprichou na arte de Torches e em todo o merchandising do trio, retorna na missão de traduzir tudo isso na capa e encarte de Supermodel.

A julgar pela capa, ele entrou na mesma pegada da banda e topou fazer algo mais ambicioso, que se diferenciasse o bastante do trabalho anterior sem descaracterizar a identidade visual Foster the People que conhecemos.

E isso tem sido tão valorizado que o vídeo que apresentou Coming of Age se concentrou em mostrar justo a capa do álbum.

Lembrando: Supermodel, da Foster the People, sai em 14 de março.

 6,083 total views

MARCADORES: Novo álbum

Autor:

Comunicador, arteiro, crítico e cafeínado.