O Maximalismo de 2manyDJs

Alter-Ego da banda Soulwax mistura Rock com Electro e Rap e vem com proposta ousada

1,292 total views, 2 views today

Uma aula sobre a aleatoriedade e até onde a liberdade musical pode ir. O alter-ego de Soulwax funciona assim. 2manyDjs é o termômetro de tudo o que aconteceu de bom no século, batido no liquidificador. Seja House, Pop, Funky, Rock, R&B, Techno, não tem problema… tendo um bom Groove já é jogo para a dupla belga. Quem lê pensa que é brincadeira.

2manyDjs trabalha com exageros desde o início dos anos 2000. O set dos dois costuma permear 420 músicas, isso dá, em média, absurdos 5 músicas por minuto em cada performance. E nenhum truque, tá tudo muito bem datado com o VJ dos caras enquanto tocam: geralmente a capa dos CDs ganham animação e vão pro telão intercalando com as músicas mixadas. Apesar da ideia ser uma daquelas muito simples, mas que ninguém nunca fez, não tira o mérito de Steven e David Dewaele. Pela forte carga quantitativa, a ideia é mesmo propor uma viagem no tempo por todos que ouvem suas mixtapes ou veem suas apresentações. E quando se ouve, a impressão que se tem é que existe uma técnica insuperável de conseguir mesclar Rock melódico com Techno, Pop com Merengue, ou até ouvir um programa inteiro com tema brasileiro homenageando artistas que nem eu sei bem quem é.

Mas isso é a essência da dupla. É pesquisa, é a brincadeira. É olhar pra plateia e pescar o deslumbre das pessoas ao ouvir aquela música que não se ouvia desde os anos 80, é surpreender de sair de Bee Gees e cair em Sepultura e ir para Kraftwerk. É a beleza de não se ter regras, usar puramente e inocentemente da obrigação de se divertir um público, sempre trazendo o elemento “X”: técnica de mixagem.

Saindo um pouco da rota em que produtores se encontram hoje, 2manyDjs achou um caminho sem concorrência. Vemos os maiores clubs sendo dividos entre a música minimalista underground e a estrondoza e repetitiva batida do EDM. Os irmãos Dewaele preferiram permanecer a raiz no Rock, acrescentar pitadas de Electro e Rap. Enquanto criam com Soulwax, eles destroem em 2manyDjs. Enquanto todos vão pro lado da produção autoral para conseguirem um brilho individual, a dupla belga optou pelo lado contrário, por cair em cima dos dois decks e do mixer e fazer o trabalho bem feito. Não só ao vivo, mas com álbuns, sets gravados e turnês pelo mundo inteiro. Em 2009 surgiu a Radio Soulwax que oferece mixes que vão do Disco ao Punk Rock e evita somente gente chata que não admite mistura.

Foram doze volumes lançados: As Heard on Radio Soulwax Pt. 0 até As Heard on Radio Soulwax Pt. 11, todas não-oficiais, além de As Heard on Radio Soulwax Pt. 2, sucesso absoluto, liberado em 2002. Além das mixtapes, alguns vários remixes incríveis feitos de nomes que vão de Daft Punk a Peaches.

Há quem critique muito, há quem ame muito, mas isso nunca foi pauta para abaixar a cabeça. 2manyDJs é o exagero. O exagero de gêneros. Exagero de músicas. Exagero de críticas. Na força de forçar um movimento sem rótulos, eles tentam se firmar sem a etiqueta de DJs de mashup. Eles foram os pais da popularização do mashup. Começaram a onda toda, fizeram com maestria e pararam quando virou modismo. 2manyDjs busca alguma forma de trazer a Dance Music com viés diferente do que estamos habituados. Diante de tanta mesmice, chega a ser diferente ouvir tanto vocal, tanta influência de terceiros e tanta técnica. Coragem não falta. Ouvir o duo implica em uma viagem pelo tempo e na história na música. E embarcar em tantos discos nos emana lembranças que nem lembrávamos mais, épocas e histórias que ficaram em panos quentes.

Os belgas olham para frente e querem o diferente. A proposta que um dia era misturar duas estruturas ao mesmo tempo, agora ficou batida. O próximo passo é procurar a fórmula para surpreender um público que busca desesperadamente por uma forma de sair da rotina na música. E isso a luva de 2manyDJs cai muito bem.

1,293 total views, 3 views today

ARTISTA: 2manyDjs, soulwax
MARCADORES: Conheça

Autor:

Publicitário que não sabe o que consome mais: música, jornalismo ou Burger King