O Violão Livre de Duofel

Dupla mistura afinações para tocar músicas de diversos estilos, do Rock à MPB, passando pela Eletrônica

 2,323 total views

Na segunda-feira passada, a dupla Duofel, formada por Fernando Melo e Luiz Bueno, subiu ao palco do programa Instrumental SESC Brasil para mostrar sua arte com o show inédito O Violão Livre de Duofel, apresentando Brazilian Songbook tocando clássicos da nossa MPB de uma maneira muito inusitada.

A dupla, que está há mais de trinta anos na estrada, desenvolve um amplo trabalho de pesquisa com diferentes tipos de violões, como a viola caipira de dez cordas e o violão tenor de quatro cordas, e procura criar sonoridades ricas em texturas e intensidades com o auxílio de arcos e efeitos de pedais usando diferentes afinações em seus instrumentos.

Transitando por diversos estilos musicais, o Duofel conquistou ao longo de sua carreira a liberdade de tocar aquilo que lhe faz sentido, seja o Rock, o Jazz, a Eletrônica ou a MPB. Exemplo disso é o recente lançamento do DVD Duofel Plays The Beatles, gravado ao vivo no The Cavern Club, onde a célebre banda inglesa começou a tocar. A dupla também registrou como foi a experiência de realizar esse sonho de juventude no documentário O Sonho Nunca Acabará, com depoimentos sobre tudo o que rolou nos bastidores na gravação do DVD.

Não satisfeita, o Duofel inicia um novo projeto chamado Brazilian Songbook, reunindo no mesmo repertório grandes nomes da MPB como Chico Buarque, Tom Jobim, Vinícius de Moraes, Edu Lobo, Lourival Carvalho, Theo de Barros, Geraldo Vandré e Dorival Caymmi.

O show de estreia desse novo projeto do Duofel pode ser visto na íntegra pelo portal do Instrumental SESC Brasil. Confiram como foi a noite no teatro do Sesc Consolação que promove todas às segundas-feiras espetáculos gratuitos às 19h – e com transmissão ao vivo pela internet.

Para mais informações, acesse o site oficial do Duofel.

 2,324 total views

ARTISTA: Duofel

Autor:

Antropólogo batuqueiro. Dependendo do contexto, toca de tudo um pouco ou nada de muito.