Radiohead e sua Teoria da Conspiração

Você talvez conheça os mitos que envolvem sua música, mas e os sobre a banda? Confira a teoria que envolve dois importantes álbuns do grupo

 21,163 total views,  2 views today

A música é uma forma de expressão artistica e, ao longo de sua história, sempre se envolveu com mitos e teorias conspiratórias que exploram desde álbuns a até a morte de integrantes de uma banda. Temos, por exemplo, o mito de que Paul McCartney morreu em um acidente de carro e foi substituído por um sósia, com provas e dicas sendo espalhadas pelas capas dos álbuns dos Beatles; ou a feliz coincidência de escutar Dark Side Of The Moon ao mesmo tempo em que se assiste o filme O Mágico de Oz e ver que algumas cenas sincronizam com a música ao fundo; ou mesmo o “Elvis não morreu”. A verdade é que a música se torna ainda mais apaixonante pelos mistérios que a envolve e uma delas é sobre a banda Radiohead.

Tudo começou com o lançamento de In Rainbows em 2007. Antes do grupo inovar a indústria fonográfica ao disponibilizar o disco para download, deixando a possibildade do fã pagar o quanto achasse que deveria (inclusive valor nenhum), a banda mandou 9 frases incriptadas aos seus fãs antecedendo o lançamento do disco. Ao fim, na décima pista, o grupo enviou uma foto dos integrantes tomando chá. As mensagens incriptadas tinham um grande enfoque na letra X, numeral romano para 10, como em “March Wa X “ e “Xendless Xurbia”. In Rainbows (10 letras) foi lançado no dia 10 de Outubro (mês 10) e tem 10 músicas, e podia ser baixado através de 10 servidores.

Exemplo de Mensagem incriptada que posteriormente se tornou poster para banda

Teorias a parte, o álbum foi um dos marcos para o Radiohead e se tornou cultuado entre fãs e a crítica musical por conseguir mesclar duas fases do grupo, a roqueira – que vai até OK Computer – e a mais eletrônica – que surge com Kid A -, criando um som simbiótico único. No entanto, o mistério em torno do número 10 continuou assombrando os fãs do grupo quando o site musical dos primórdios da Internet, Puddlegum, mostrou uma associação, pela primeira vez, do número com suposto código binário – linguagem usual na programação, esse código consiste simplesmente de zeros e uns.

Segundo os relatos do mesmo site, tal descoberta chegou aos ouvidos de Thom Yorke, líder do grupo, e o mesmo deu a seguinte afirmação “o sentido de tudo isso está diante de seus olhos”. O disco mais famoso do grupo talvez seja OK Computer de 1997, que tinha como nome na pré-produção de Zeros and Ones. Foi a partir de uma associação feita pelo Puddlegum que se chegou à teoria de que os discos OK Computer e In Rainbows são, na verdade, complementares e que existe uma sequência correta para escutá-los. Se um disco é 01, o outro é 10, o que forma o código binário 0110.

A audição começaria por Airbag, a primeira canção de OK Computer, para depois continuar com 15 Step, música do In Rainbows. Este processo se repete até Karma Police que prossegue com Fitter Happier ambas do disco de 1997, com a segunda funcionando como uma ponte entre a segunda parte da associação. Logo em seguida Faust Arp do In Rainbows continua a alternância entre discos.

A teoria pode ser explicada no vídeo abaixo

A verdade é que existe um certo sincronismo entre as músicas, como se realmente formassem uma obra única e coesa. No entanto, será que tal coesão não ocorre justamente por, independente dos discos, ambos serem criações do Radiohead? Ou será que o mistério ainda não foi solucionado? Dado que o grupo britânico sempre se mostrou interessado em expandir o universo de sua música para outras mídias, a teoria só prova que talvez exista um pequeno fundo de verdade. Independente das respostas, tudo isso mostra que talvez existam alguns artistas que ainda sabem transformar mistério em teorias eternas.

 21,164 total views,  3 views today

ARTISTA: Radiohead

Autor:

Economista musical, viciado em games, filmes, astrofísica e arte em geral.