Sianvar: Quatro Bandas em Uma

Conheça os projetos dos integrantes que formaram o “supergrupo” e como seus caminhos já se cruzavam

 3,268 total views

Uma cerveja aqui, alguns palcos divididos ali, papos de passagem de som e de camarim, e assim vão se formando amizades. Amizades essas que podem render projetos, parcerias, participações, quebras de galhos, e quem sabe, novas bandas ou “supergrupos” – dependendo da magnitude de seus membros.

Formado a partir de quatro bandas, o Sianvar (pronuncia-se ‘si-en-var’) não chega a ser considerado um supergrupo, pois não é formado por grandes bandas. Entretanto, para o público da nova cena do Post-Hardcore/Progressivo, muita ansiedade e expectativa foi gerada para o lançamento desse projeto, que teve seu primeiro EP lançado em Janeiro deste ano, e que une integrantes das bandas Dance Gavin Dance, A Lot Like Birds, Stolas e Hail the Sun.

Dance Gavin Dance

Originada em Sacramento, Califórnia, em 2005, a banda é a que menos possui elementos do Progressivo dentre as quatro, e é mais voltada para o Post-Hardcore – não os de Fugazi e Shellac, mas sim o atual, com vocais mais brutais como ao do Screamo, que também são divididos com os vocais melódicos. Dentre as quatro, DGD é a mais conhecida, de maior expressão e já possui cinco discos de estúdio.

Discos estes em que a partir do terceiro, Happiness, de 2009, começaríamos a notar alguns riffs de Rock Progressivo, que mesmo tímidos, já seriam um bom sinal de familiaridade para o integrante que seria “recrutado” pelo Sianvar. Dentre os seis membros, o “escolhido” foi Will Swan – um dos guitarristas e um dos vocalistas da parte não melódica – que agora assume uma das guitarras do Sianvar e traz uma experiência de riffs mais pesados misturados a um leve suingue do Progressivo ao novo grupo.

A Lot Like Birds

Conterrâneos da DGD, a banda surgiu em 2009 e teve seu primeiro disco, Plan B lançado no mesmo ano. Fundada apenas por Micheal Franzino, foram convidados por ele alguns músicos para formar o álbum de estréia. Porém, um dos nomes a se destacar foi chamado apenas em 2011 para assumir um dos microfones: Kurt Travis, ex-vocalista da DGD. Começava a partir daí um laço que ninguém poderia imaginar que iria além disso.

Após três anos desde essa simbiose entre as duas bandas, é a vez de Michael Littlefield, baixista, e Joseph Arrington, baterista, se encontrarem com Will Swan e se tornarem membros da Sianvar.

Stolas

Com menos de três anos de existência, vinda de Las Vegas, também apresentando seu som misturando Post-Hardcore com doses de Progressivo, a Stolas (pronuncia-se ‘stó-les) possui apenas um disco, Living Creatures, lançado em 2013 pelo selo Blue Swan Records. O fato curioso é que tal selo é de ninguém menos que Will Swan, que volta a ser figura central dessa união entre tais bandas e a Sianvar, de onde agora Sergio Medina, guitarrista, faz parte.

Hail The Sun

Apenas faltando um vocalista para a Sianvar, é na banda Hail The Sun que teremos esse membro.

Fundada em 2009 em Chico, Califórnia – com apenas um disco e um EP, e influências ditas pela própria banda, como At The Drive-In e The Mars Volta – é daí que seria “recrutado” o homem por trás do vocal principal: Donovan Melero, baterista e vocalista do quarteto californiano, e que já emprestou sua voz para a faixa Circuit Theory, do álbum Living Creatures, da Stolas.

É com a presença de Melero que vemos o toque mais “old school” do Post- Hardcore e do Progressivo nas composições de Sianvar, muito em virtude das citadas influências da Hail The Sun.

Banda esta que também “dividiu” o produtor de seu EP, – intitulado Elephantitis – Josh Benton, como também produtor de Sianvar EP, o enfim compacto de estreia do quinteto.

 3,269 total views

Autor:

Marketeiro, baixista, e sempre ouvindo música. Precisa comer toneladas de arroz com feijão para chegar a ser um Thunderbird (mas faz o que pode).