SINAPSE: recortes recontextualizados

DJ Shadow, Wong Kar-Wai, a Guerra dos Seis Dias e a batalha contra o cotidiano

 161 total views,  5 views today

Fotos: Mariana Poppovic

Um músico e suas livres associações nas zonas de contato da arte (sempre às quartas-feiras).

 

 

SEIS DIAS

DJ Shadow, Wong Kar-Wai e a guerra

 

O álbum Endtroducing….., estreia do produtor americano DJ Shadow, é considerado um marco no hip hop instrumental, por ampliar a sonoridade do estilo, conduzindo o seu imaginário para um terreno mais ambiente e temperamental. Lançado em 1996, Endtroducing é uma colagem de samples vindos de outros discos. Com faixas entrecortadas entre prelúdios e posfácios, e que mudam de estilo repentinamente, DJ Shadow criou uma vasta paisagem sonora, expansiva, que transportou recortes vindos dos discos de vinil para a virada do milênio.

Apesar da consagração crítica de Endtroducing, é do álbum sucessor, The Private Press (2002), que vem a sua música mais famosa. “Six Days é uma colagem de outras duas canções, “I Cry In the Morning, um lamento intimista lançado em 1968 pelo americano Dennis Olivieri, e “Six Day War, da banda britânica Colonel Bagshot, lançada em 1976 e que menciona o conflito árabe-israelense de 1967.

A música “Six Days” possui um clipe dirigido pelo cineasta chinês Wong Kar-wai, que resume as principais características de sua obra. O vídeo de Six Days conta a história de alguém que tenta apagar as lembranças de um relacionamento. Com cores saturadas, mostra dois personagens frequentando cenários do submundo em imagens borradas e elusivas. Os tons exagerados denotam uma atmosfera erótica, vertiginosa, entorpecida.

Os filmes de Wong Kar-Wai possuem uma natureza fragmentária, mas um tom melancólico sempre perpassa as histórias de seus personagens. Sem um roteiro muito definido, os atores improvisam e as cenas que espiralam ao redor de um tema central. O que cria o filme, portanto, é o encontro entre uma ideia pré definida e um desenvolvimento espontâneo da história.

Ao colocar a história da Guerra dos Seis Dias dentro da harmonia intimista de Dennis Olivieri, DJ Shadow não apenas recontextualiza as parâmetros definidos anteriormente por outros artistas, mas também altera o seu significado. A música, então, passa a ser uma guerra interna, de alguém que resiste à passagem dos dias e batalha contra o cotidiano.

 162 total views,  6 views today

ARTISTA: DJ Shadow

Autor:

é músico e escreve sobre arte