Sónar SP 2012: o Pop como deve ser também tem vez no festival

Gênero que tem ganhado conotação negativa nos últimos anos mostra que ainda tem grandes nomes como Cee Lo Green e o duo Chromeo, que não deixarão ninguém parado na primeira noite de apresentações

 2,651 total views

Ao lado de renomados DJ’s, rappers, viagens experimentais e grandes nomes como Justice e Kraftwerk, o Sónar também soube agradar quem gosta de uma boa música Pop. Não o Pop de maneira pejorativa como muitos costumam citar, mas no sentido de música mais acessível, fácil de agradar aos ouvidos e contagiar grandes plateias, como deve ser.

Cee Lo Green

Difícil encontrar quem não se lembre de bons momentos embalados por Crazy ou Fuck You. A primeira foi o grande hit do projeto Gnarls Barkley, parceria do cantor e compositor com o DJ Danger Mouse. Crazy foi um dos maiores hits do início do século e credenciou Cee Lo como um dos grandes nomes do Pop atual.

Depois de tanto sucesso, sua carreira solo foi retomada, liderada agora pelo hit Fuck You do álbum The Lady Killer (2010). Além de fazer música de qualidade, o soulman criou um personagem cheio de estilo e ginga para suas apresentações ao vivo que promete fechar com chave de ouro a noite de sábado e dar as boas vindas às apresentações da madrugada. Cee Lo se apresenta às 22:00 no dia 12 de maio.

Chromeo

Os anos 80 foram uma década tomada pela música Pop cheia de sintetizadores que fazia o maior sucesso nas pistas. Essa é a maior inspiração do duo canadense Chromeo, muito responsáveis pela popularização e renovação do estilo recentemente.

As excelentes Night by Night e Don’t Turn The Lights On do último álbum de estúdio do grupo (Business Casual, 2010) que é mais dançante que os anteriores, não devem faltar na apresentação. Em 2010, eles vieram ao Brasil para uma festa fechada no Bar Secreto, que deixou os fãs ansiosos para uma volta da dupla.

Austra

Tem algo na música canadense que agradou aos ouvidos do Sónar e não é a toa. A Austra é uma de suas representantes, que tem nos vocais uma ex-cantora de ópera que, ao entrar em contato com divas como a islandesa Björk (que cancelou sua vinda ao festival) e a britânica PJ Harvey, decidiu dedicar-se ao som sofisticado e dançante do grupo. Seu primeiro álbum, Feel It Break(2011), foi considerado um dos melhores do ano por grandes veículos como o Stereogum e a NME.

O som da Austra não é um Pop dançante como o do Chromeo ou do Cee Lo Green, mas em um festival tão rico quanto o Sónar, não há porque não garimpar e conhecer coisa nova. Para quem gosta de um vocal e arranjos bem trabalhados, a banda é um prato cheio e satisfação garantida.

 2,652 total views

Autor:

Nerd de música e fundador do Monkeybuzz.