The Wytches: o que se Sabe Sobre “Annabel Dream Reader”?

Mesmo estreando só em agosto, já sabemos muito sobre o disco de estreia do trio inglês

 2,557 total views

The Wytches: o que se sabe sobre “Annabel Dream Reader”? O trio inglês The Wytches surgiu há pouco menos de um ano em nossos radares e desde então tem conseguido o lugar de destaque não só em nossas páginas, mas também na predileção de alguns de nossos redatores.

Em outubro de 2013, o jovem trio foi indicado pela nossa equipe no Ouça: Bandas. O que nos chamou a atenção foi mistura abrasiva entre Rock Psicodélico, Garage Rock e Surf Rock criada pelo grupo, formando o que eles mesmos apelidaram como “Doom Surf”. Já na época se encontrava muitas demos, bootlegs e versões inacabadas de muitas de suas faixas, que desde então conseguiram prender a atenção do ouvinte por sua simplicidade e atitude quase Punk – bem naquele espirito “Faça você mesmo”.

Gravando muita coisa em casa e de forma amadora, o grupo começou espalhar suas faixas na rede e atrair a atenção de um público cada mais ávido por novidades da tríade. Criando um buzz espontâneo e orgânico em torno de sua música, seu sucesso é na verdade “culpa” de seu próprio esforço. Não à toa, a banda se tornou uma de nossas grandes apostas para 2014 (ao lado de nomes como FKA Twigs, Courtney Barnette Ventre).

Para este ano, o trio prepara seu primeiro álbum, Annabel Dream Reader (que chega às lojas em 25 de agosto e será lançado pelo selo Heavenly Recordings), e o mais interessante sobre ele, é que boa parte das faixas já foi revelada em algum momento, seja em sua versão final, demo ou gravação feita em algum show. Para adiantar um pouco do que está por vir nesse disco, reunimos tudo o que já sabemos sobre ele: Além da capa (que você pode ver logo abaixo), onze das treze músicas do álbum.

 Annabel Dream Reader

1. Digsaw

Essa foi uma das primeiras faixas do grupo a aparecer na internet logo que começou a chamar a atenção da blogosfera. Já com a marca registrada do grupo, a música traz esse som “Doom” e a produção Lo-Fi característica das demais. Sua maior diferença para as demais faixas do álbum e a composição da banda que na época contava com mais um membro.

2. Wide at Midnight

Lançada em 2013, a música veio como lado-B do single Robe For Juda, que também fará para deste álbum. Entre o calmo (calmo nos padrões sonoros barulhentos da banda) e o errático, a faixa se mostra intensa ao criar um belo emaranhado entre as guitarras cheias de reverb e o vocal arrastado de Kristian Bell.

3. Gravedweller

Lançada como single, a faixa faz seu caminho até o álbum e mostra o lado mais Surf da banda. Com riffs à la Dick Dale, a música começa com um ritmo praiano que logo é acrescido de muito ruído, volume e distorção. O vocal ácido de Bell mais uma vez rouba a atenção para si, principalmente com seus berros.

4. Fragile Male For Sale

Lado-B de Digsaw, essa música foi lançada como single ainda 2013. Soturna, pesada e inquietante, ela passa certa angustia em letras e instrumentação – e mais uma vez, no vocal de Bell. Aqui, a admiração do trio por Bleach, disco do Nirvana, se prova categoricamente.

(Faixa começa a partir de 03:05)

5. Burn Out The Bruise

Esse é um dos mais recentes singles lançado pelo trio e consegue resumir muito bem o disco todo, mostrando um pouco de cada elemento que torna o som da banda tão interessante.

6. Wire Frame Mattress

Com letras como “You sit there and laugh while my dignity collapses” as comparações com as produções do Nirvana voltam a aparecer. E o som mais “Grunge” dessa faixa até faz com que eles façam algum sentido – isso até a entrada do clima Surf no meio da música.

7. Beehive Queen

Essa faixa foi a grande responsável por boa parte do buzz inicial que a banda conseguiu. A mistura entre a bateria pulsante, guitarra com um timbre cortante e um vocal perfurante eram mostrados em um clipe que já deixava patente o que o jovem trio era capaz de criar. Uma ótima música e uma grande isca para quem estava atrás de novidades.

8. Weights and Ties

Sendo uma das poucas músicas a ainda não ganharem sua versão oficial, essa mostra o lado mais gentil da banda. Uma baladinha que em sua quietude instrumental revela o peso das letras e da forma de cantar de Bell.

9. Part Time Model

Curiosamente, essa uma das poucas faixas que ainda não foram mostradas e pelo jeito vamos ter de esperar até o dia 25 de agosto para conhecê-la.

10. Summer Again

Guida à voz e violão, essa música é uma das mais distintas de todo álbum, até mais que a baladinha Weights and Ties. Ela apareceu pela primeira vez em outubro do ano passado em uma compilação do selo francês Kitsuné.

11. Robe For Juda

Mais um single de 2013, Robe for Juda se mostra com uma das mais caóticas e longas faixas do grupo. Ela mal chega aos cinco minutos, mas ter mais de 180 segundos de duração já é um grande feito para as músicas pílula da banda.

12. Crying Clown

Mais recente single a lançado, a faixa exista já há um bom tempo, tendo sido apresentada em seu formato acústico mesmo antes do Ouça: Bandas ir ao ar. Quando revelada em sua versão oficial, há poucas semanas, o trio a mostrou novamente de forma acústica.

13.Track 13

Faixa que encerra o álbum e com um nome bem diferente, não se sabe se é uma daquelas que já foram reveladas e teve seu nome alterado ou se realmente é uma música completamente inédita. Mais uma vez, teremos de esperar até o lançamento do álbum para saber ao certo se já a conhecemos.

 2,558 total views

ARTISTA: The Wytches
MARCADORES: Novo álbum

Autor:

Apaixonado por música e entusiasta no mundo dos podcasts